Foi realizado, na quinta-feira (26), na sede da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, um encontro entre secretários de Educação, diretores de escolas e representantes da rede estadual de ensino para discutir questões de segurança pública que impactam o funcionamento de unidades escolares. Cerca de 50 pessoas, entre profissionais dos municípios de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio e Iguaba Grande, participaram do encontro. Estiveram presentes os secretários de Educação aldeense, Alessandro Teixeira Knauft, o iguabense, Fred de Carvalho, e a secretária cabofriense, Márcia Almeida.

Foto: Renato Fulgoni

O secretário de Governo, Eronildes Bezerra, abriu o encontro agradecendo a presença e o trabalho de todos. “Entendemos que a segurança, hoje, é uma questão nacional; tenho certeza que só conseguiremos alguma coisa se estivermos unidos. O tema é muito complexo e esse encontro foi fundamental. Já estamos solicitando uma reunião com o comando da Polícia Militar; vamos investir em capacitação dos diretores e palestras para os alunos; vamos tentar fazer com que essas crianças, que são o futuro desse país, cresçam entendendo que precisam se profissionalizar e ter respeito”, afirmou.

Foto: Renato Fulgoni

A reunião teve como objetivo expor as principais demandas dos municípios para a elaboração de um documento, assinado em conjunto pelas autoridades presentes e os profissionais, que será encaminhado para o 25º Batalhão de Polícia Militar, unidade da PMERJ, que opera em toda a Região dos Lagos. Redigido durante o encontro, um ofício foi enviado solicitando reunião com o comandante Rodrigo Ibiapina para tratar de políticas de segurança nas escolas.

Foto: Renato Fulgoni

O secretário de Educação de São Pedro da Aldeia, Alessandro Teixeira Knauft, conduziu a reunião e fez um balanço da iniciativa. “Penso que foi um encontro muito positivo. O que se estabeleceu aqui, como primeira alternativa, é a gente conversar com o comandante do 25º Batalhão, apresentar para ele as especificidades de cada um dos nossos municípios e das nossas regiões educacionais e, após, sendo necessário, levar, inclusive, a discussão para o comando do estado do Rio de Janeiro. O que nos compete agora, em conjunto, é provocar essa discussão”, salientou.

Foto: Renato Fulgoni

O grupo discutiu questões relacionadas ao funcionamento das escolas e segurança de alunos e servidores, a desarticulação do Conselho de Segurança Escolar, um diagnóstico de necessidades e demandas para traçar estratégias, a importância de um plano de reação para os profissionais, de pedir ajuda e de buscar soluções em conjunto com os dispositivos de segurança. Foi abordada, ainda, a necessidade de promover parcerias com as pastas de Cultura e Esporte, além da iniciativa privada.

A secretária de Educação de Cabo Frio, Márcia Almeida, agradeceu a iniciativa do secretário Alessandro Teixeira de promover o encontro, convidando outros municípios para participarem da reunião, e compartilhou experiências do município cabofriense. “Entendemos que esse é um movimento estratégico, porque nós temos desafios em comum. É muito positivo unir esforços para que possamos ter um poder maior para fazer reivindicações pela segurança não só dos nossos municípios, mas de toda a região”, disse. 

Foto: Renato Fulgoni

A discussão foi promovida em um espaço aberto, onde os profissionais presentes expuseram opiniões e necessidades, compartilhando experiências. A pauta destacou interesses imediatos, ações que precisam ser realizadas, os desafios da temática, o agir, no sentido de perceber o que está impactando o funcionamento das unidades escolares, e pontos que precisam ser melhorados. Os diretores enfatizaram a importância do Conselho Comunitário de Segurança Escolar para acolher as demandas dos municípios e auxiliar nas ações.

Foto: Renato Fulgoni

A secretária de Segurança e Ordem Pública, Leila Neves, também participou do encontro, acompanhada do comandante e do subcomandante da Guarda Municipal, Maurício de Souza e Marcelo Jandre, respectivamente, e dos agentes responsáveis pela ronda escolar. “A Secretaria realiza o trabalho de ronda escolar em todas as unidades do município, temos um contato direto com os servidores e acompanhamos de perto as ocorrências nas escolas. Nossos profissionais também participam da rotina educacional com visitas e palestras que realizamos com as turmas, buscando a conscientização e mobilização dos alunos”, destacou.

Foto: Renato Fulgoni

Na oportunidade, o secretário de Educação de Iguaba Grande, Fred de Carvalho, também parabenizou o secretário aldeense pela iniciativa, dizendo que os três municípios passam por situações similares, com algumas ressalvas, e destacou que a atitude de discutir ideias e medidas é essencial. “Nossa preocupação, a priori, é a educação, mas não existe a possibilidade de promover uma educação de qualidade se nós tivermos profissionais ameaçados dentro das escolas. A preocupação com a segurança pública é uma tônica nas nossas pautas”, declarou.

A subsecretária de Educação, Edna Lucena, e a assessora adjunta da Gestão do SUAS da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, Wânia Arruda, além de representante do Conselho Tutelar, também participaram do encontro.

Comentários
Fechar Acessibilidade