Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Alunos aldeenses apresentam projetos científicos em feira municipal

Por Viviane Teixeira em 12/11/2015
Imagem da Notícia: A Escola Municipal Professora Dulcinda Jotta Mendes recebeu, no bairro São João, durante todo o dia de quarta-feira, 11 de novembro, a segunda edição da FECISPA – Feira de Ciências de São Pedro da Aldeia. O evento, organizado pela Prefeitura aldeense, através de sua Secretaria de Educação – SEMED, reuniu escolas municipais do 6º ao 9º Ano em exposições de trabalhos anteriormente selecionados nas feiras de ciências realizadas em cada escola.


 

A Escola Municipal Professora Dulcinda Jotta Mendes, no bairro São João, recebeu durante todo o dia de quarta-feira, 11 de novembro, a segunda edição da FECISPA – Feira de Ciências de São Pedro da Aldeia. O evento, organizado pela Prefeitura aldeense, através de sua Secretaria de Educação – SEMED, reuniu escolas municipais do 6º ao 9º Ano em exposições de trabalhos anteriormente selecionados nas feiras de ciências realizadas em cada escola.



A secretária adjunta de Educação, Edlúcia Marques, abriu oficialmente a Feira de Ciências e falou sobre a importância do evento para o aprendizado dos alunos:


“A FECISPA vem demonstrar que a prática curricular tradicional pode e deve ser mudada dentro da técnica de ensino. Hoje se faz necessário inovar, despertar no aluno a curiosidade científica e fazê-lo observar como e porque os fenômenos ocorrem. Visitem, escutem, discutam, comentem e tenham todos uma excelente feira de ciências”, disse aos presentes.



Durante todo o dia, mais de 330 visitantes passaram pelos estandes das escolas que abordaram temas como o funcionamento do corpo humano, técnicas de reutilização da água e de geração de energia limpa, robôs e equipamentos hidráulicos, sustentabilidade, doenças sexualmente transmissíveis, entre outros.



Sobre o reaproveitamento de materiais reciclados, a turma do 9º Ano da Escola Municipal Professora Dulcinda Jotta Mendes, apresentou o trabalho “Reviver, do Lixo ao Luxo”. Para isto, os alunos Julye Souza, Carlos Victor Imbassay, Kiara do Nascimento e Ana Carolina Valeriote utilizaram latinhas de alumínio que se transformaram em brincos, em colares e num carrinho. Sobre o trabalho realizado, o aluno Carlos Victor relatou: “Para nós o trabalho foi importante pela união do grupo, que se empenhou muito, mas, além disso, aprendemos muito sobre a separação do lixo e sua reutilização”, informou, lembrando que a produção contou com a orientação dos professores Átila e Vilma.



Com um experimento sobre a condução de energia elétrica através da água salgada, os alunos do 9º Ano do Nespe – Núcleo de Educação Especial Pedro Paulo Lobo de Andrade, se comunicaram através da Libras – Língua Brasileira de Sinais com apoio de uma tradutora. O grupo, formado por Thiago Marques, Fabrício Souza, Diego Rosa e Juliana Coelho, destacou o aprendizado adquirido através da pesquisa para o trabalho e sua realização.



A Escola Municipalizada Paineira apresentou dois trabalhos, um do 7º Ano e outro do 9º. Alunos da turma 700, os meninos João Victor Santos, Guilherme Antônio, João Pedro Bernardo e Enivaldo Souza falaram sobre a mandioca desde seu plantio até os produtos derivados dela. Já os alunos do 9º Ano da escola apresentaram uma maquete com um projeto sobre a energia eólica. Formaram o grupo os alunos Kelly Gomes, Matheus Gomes, Gabriel Carvalho e Rayanne Pinheiro.



Já os alunos do 7º Ano da Escola Municipal Capitão Costa João Victor Gonçalves, Allison Johny e Gilberto Silva utilizaram latas de leite em pó, de inseticida, bolas de gás e canos para montar um antigo motor de trem a vapor. Sobre o trabalho realizado pelos meninos, a professora Priscila Xavier elogiou: “eles pesquisaram e realizaram tudo sozinhos. Toda a escola está muito feliz pela realização deste projeto que também serve para motivar os alunos em novas produções”, disse.




O resultado final da FECISPA, com entrega de medalhas para os três melhores colocados de cada categoria e troféus para os primeiros colocados, foi anunciado pela Diretora de Educação Vanessa Castañón, acompanhada pela Coordenadora de Ciências da SEMED, Cátia Lira, e pela subsecretária de Educação, Fátima Motta.



Na Categoria 1, formada pelas turmas de 6º ao 7º Ano, vitória da Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho, que produziu o trabalho “Gerador de Nitrogênio” e somou 87 pontos. Em segundo lugar ficou a Escola Municipal Professora Maria da Glória dos Santos Motta com o projeto “Robô e Guindaste Hidráulico”, somando 84 pontos. Na terceira colocação ficou a Escola Municipalizada Capitão Costa, que conquistou 79 pontos com o “Motor a Vapor”.



Na Categoria 2, formada por turmas do 8º ao 9º Ano, a unidade escolar vencedora foi a Escola Municipalizada Lucinda Francisconi Medeiros, que somou 98 pontos pelo projeto “DST”. Na segunda posição ficou a Escola Municipal Luiza Terra de Andrade com 83 pontos conquistados pelo projeto “Fenômeno de Cores”. Três escolas empataram na terceira colocação com 82 pontos somados: Escola Municipal Antônio Vaz da Silva, com “Sistema Reprodutor Feminino”; Escola Municipal Professora Dulcinda Jotta Mendes, com “Reviver, do Lixo ao Luxo” e Escola Municipalizada Paineira, com “Energia Eólica”.



A FECISPA 2015 contou com a parceria da Prolagos e da Ampla para a sua realização.