400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Alunos de São Pedro da Aldeia participam projeto da Justiça Federal

Por Mônica Marins em 21/10/2013
Imagem da Notícia: Alunos do 8º e 9º anos da Escola Municipalizada Lucinda Franciscone Medeiros participaram do projeto “A Justiça Federal vai ao Cidadão”. A ação está sendo desenvolvida pela juíza federal Angelina de Siqueira Costa, da Segunda Vara da Justiça Federal de São Pedro da Aldeia. O prefeito Claudio Chumbinho e o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer Evaldo Bittencourt participaram da primeira parte do evento que aconteceu na Sede da Subseção Judiciária de São Pedro da Aldeia.

Alunos do 8º e 9º anos da Escola Municipalizada Lucinda Franciscone Medeiros participaram do projeto “A Justiça Federal vai ao Cidadão”. A ação está sendo desenvolvida pela juíza federal Angelina de Siqueira Costa, da Segunda Vara da Justiça Federal de São Pedro da Aldeia. O prefeito Claudio Chumbinho e o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer Evaldo Bittencourt participaram do evento que aconteceu na Sede da Subseção Judiciária de São Pedro da Aldeia. 

 Durante a visita à sede, os estudantes assistiram a uma palestra ministrada pela própria juíza Angelina Costa. Ela falou sobre o tema: “O papel do cidadão na sociedade”. A juíza explicou que a Constituição foi feita para reger a vida do cidadão.  “Todos nós temos o dever de ler a Constituição do nosso país”. Usando uma linguagem simples, a juíza informou aos alunos que todos receberiam um exemplar da cartilha preparada pela Justiça Federal da 2ª Região visando mostrar como funciona o poder Judiciário. Ao abordar este assunto ela aproveitou para explicar como funcionam os três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Após a palestra a juíza Angelina abriu a oportunidade para perguntas. O secretário Evaldo Bittencourt perguntou a opinião da juíza sobre a redução da maioridade penal. Ela respondeu que hoje a maioria das pessoas tem acesso muito rápido à cultura e concluiu. “Todos sabemos bem o que estamos fazendo, inclusive os adolescentes”, disse a juíza.

 Os estudantes fizeram perguntas, mas a maioria estava mesmo interessada em conhecer como funciona a justiça. O supervisor Wagner Moura, fez um tour com os alunos. Eles visitaram a sala de audiência, a secretaria, o gabinete da juíza e o tribunal de justiça.

Os alunos recebem um kit com a Constituição de 1988, uma cartilha sobre cidadania, bloco, caneta, brinde e lanche. O projeto, além de levar noções de cidadania e aproximar a população da Justiça Federal, apresenta uma possibilidade profissional a jovens que estão na fase de decidir qual carreira seguir e mostra que a educação pública pode gerar cidadãos de bem.

No final, os estudantes participaram de um júri simulado, onde eles faziam parte do júri popular.