400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Assistência Social capacita servidores recém empossados

Por Raíra Morena em 27/04/2015
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, deu início ao treinamento dos servidores públicos recém empossados em concurso público. A capacitação tem como objetivo orientar os novos funcionários que atuarão no Abrigo Municipal para Crianças e Adolescentes a respeito da dinâmica do serviço de Proteção Social Especial de Alta Complexidade e do projeto político-pedagógico de Acolhimento Institucional. O curso será promovido em dois dias, nesta segunda (27) e terça-feira (28), das 9h às 12h, na sede da Secretaria. O primeiro dia de evento contou com a participação da assessora jurídica da pasta, Ana Paula Ribeiro, representando a Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Chumbinho e do coordenador do Abrigo, Francisco Souza. O Abrigo fica localizado na Rua Assuruá, n° 84, na Praia da Teresa, no bairro Balneário. A inauguração está marcada para o dia 5 de maio, às 10h.

         A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, deu início ao treinamento dos servidores públicos recém empossados em concurso público. A capacitação tem como objetivo orientar os novos funcionários que atuarão no Abrigo Municipal para Crianças e Adolescentes a respeito da dinâmica do serviço de Proteção Social Especial de Alta Complexidade e do projeto político-pedagógico de Acolhimento Institucional. O curso será promovido em dois dias, nesta segunda (27) e terça-feira (28), das 9h às 12h, na sede da Secretaria. O primeiro dia de evento contou com a participação da assessora jurídica da pasta, Ana Paula Ribeiro, representando a Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Chumbinho e do coordenador do Abrigo, Francisco Souza. O Abrigo fica localizado na Rua Assuruá, n° 84, na Praia da Teresa, no bairro Balneário. A inauguração está marcada para o dia 5 de maio, às 10h.



         Abrindo o evento, a assessora jurídica da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, Ana Paula Ribeiro, deu as boas-vindas aos novos funcionários e falou sobre as expectativas para o início do trabalho, ainda inédito no município. “Contamos com a dedicação e a sensibilidade de cada profissional envolvido. Será um desafio para todo mundo, esse será o primeiro equipamento de Alta Complexidade do município na área de Assistência Social. Estamos muito otimistas e felizes em ver a empolgação dos novos servidores para iniciar esse novo trabalho, que vai beneficiar toda a população. É muito importante que a gente mantenha esse espírito e que todos abracem, efetivamente, essa causa. Desejamos uma ótima capacitação, aproveitem esse momento para estudar e aprofundar os conhecimentos”, disse.



         Auxiliando o treinamento dos servidores concursados, a assistente social Kézia Cruz destacou os objetivos do encontro. ”A proposta é, além de integrar essa nova equipe, estimular um olhar diferenciado, uma visão sensível e humanitária para com esse público de adolescentes que já sofreu uma violência ao ser afastado do seu seio familiar. São jovens em situação de vulnerabilidade, que já estão fragilizados e que, muitas vezes, são vítimas de discriminação pela própria sociedade. Por isso a importância dessa capacitação e da sensibilização dessa grupo de trabalho, visando prepará-los para oferecer o melhor atendimento à essa demanda”, disse.



         Cerca de 20 funcionários, dentre os cargos de agentes administrativos, auxiliares de serviço geral, auxiliares de cozinha, assistentes sociais, vigias, psicólogos e motorista, estão participando do treinamento. Na sala de reuniões, o clima era de ânimo e entusiasmo entre os novos servidores empossados. Aprovada em primeiro lugar para o cargo de Assistente Social, Fernanda Mendes será uma das profissionais integrantes da equipe multiprofissional do Abrigo.



”Tenho alguma experiência com adolescentes, já trabalhei em escola, com coordenação de turno, mas essa será uma experiência nova. Estou aqui com muita disposição para aprender com esse novo público e com todo o grupo que está se formando agora”, disse a servidora em sua breve apresentação aos colegas de equipe, durante a dinâmica da “teia” – uma metáfora para o atendimento em rede.



         Dividido em duas etapas, o curso de capacitação prevê dinâmicas de integração e palestras sobre o sistema de garantia de direitos, Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), informações sobre o serviço de Proteção Social Especial de Alta Complexidade e do projeto prático político-pedagógico de Acolhimento Institucional, sob o comando da assistente social da Secretaria, Glauci Ataíde e da assessora jurídica, Ana Paula Ribeiro, além da coordenadora do Abrigo Aldeia da Infância Feliz, Sandra Jardim, que será a responsável pela palestra “Conhecendo o Acolhimento” desta terça-feira (28). O conteúdo programático inclui também roda de conversa, debates e espaço para perguntas. Ao final do treinamento, os participantes receberão certificado.



         Já na quarta (29) e na quinta-feira (30), os novos profissionais farão uma visita ao Abrigo. “Essa visita será muito importante para que eles possam conhecer o espaço e organizar os ambientes de acordo com cada função”, destacou Kézia. Após passar por obras de reforma geral, a Casa de Acolhimento no bairro Balneário agora está passando por adequações físicas, recebendo mobiliários e equipamentos de trabalho.



         Caracterizado como um lar temporário para crianças e adolescentes, o Abrigo Institucional vai oferecer acolhimento provisório a jovens, de 12 a 18 anos incompletos, em situação de risco, afastados do convívio familiar por determinação judicial, em função de abandono, negligência, violência, abuso sexual dentre outras situações de ameaça ou violação de direitos. O local terá toda a estrutura necessária para o acolhimento ao jovem até que seja viabilizado o seu retorno à família de origem ou, na sua impossibilidade, o encaminhamento à família substituta. O Abrigo terá capacidade para atender 20 jovens e contará com atividades recreativas e socioeducativas, visando favorecer o convívio familiar e comunitário.

Presente no curso esteve ainda a assistente social Aline Aguiar, secretária executiva dos conselhos municipais da Assistência Social e dos Direitos do Idoso.