Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Assistência Social e Direitos Humanos leva “Março Mulher” ao CRAS da Rua do Fogo

Por Renata Souza em 27/03/2018
Imagem da Notícia: O Projeto “Março Mulher” da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos aldeense, continua a todo vapor. Nesta terça-feira (27) o projeto foi realizado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Gelson Pinheiro, localizado na Rua do Fogo. As atividades se encerram na quarta-feira (28), na Casa de Acolhimento Municipal (CAM). O “Março Mulher” faz parte da programação em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia último dia 08.

 

O Projeto “Março Mulher” da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos aldeense, continua a todo vapor. Nesta terça-feira (27) o projeto foi realizado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Gelson Pinheiro, localizado na Rua do Fogo. As atividades se encerram na quarta-feira (28), na Casa de Acolhimento Municipal (CAM). O “Março Mulher” faz parte da programação em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia último dia 08.


 


“Estamos percorrendo alguns CRAS levando palestra motivacional para as mulheres.  Lembrando a elas a nossa importância perante a sociedade. A nossa ação nos CRAS, com este Projeto, é para não deixar cair no esquecimento nossa conquistas e lutas diárias”, disse a Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Marques.

 

O ponto alto das homenagens é durante a realização da palestra da Coordenadora de Políticas para Mulheres, Lívia Guimarães. A coordenadora aborda o empoderamento feminino. “A palestra tem como tema “Mulheres: Uma História de Luta por Igualdade, Justiça e Fim dos Preconceitos”. Refletimos sobre tudo que cerca o universo feminino. É um momento de motivação, reconhecimento de conquistas e força para continuarmos lutando”, explicou.