Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia.

Trabalho e desenvolvimento

Assistência Social e Direitos Humanos vai realizar campanha “S.O.S Crianças” durante o Carnaval

Por Renata Souza em 08/02/2018
Imagem da Notícia: A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), vai promover durante o período de Carnaval a campanha “S.O.S Crianças”. A iniciativa tem como objetivo identificar crianças, por meio de pulseirinhas com informações pessoais das mesmas. O serviço será prestado em uma tenda montada na Praça Agenor Santos (Praça da Matriz), no Centro, atrás do palco principal, das 19h às 22h, de sexta (09) a terça (13).

 

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), vai promover durante o período de Carnaval a campanha “S.O.S Crianças”. A iniciativa tem como objetivo identificar crianças, por meio de pulseirinhas com informações pessoais das mesmas. O serviço será prestado em uma tenda montada na Praça Agenor Santos (Praça da Matriz), no Centro, atrás do palco principal, das 19h às 22h, de sexta-feira (09) a terça-feira (13).



De acordo com a Diretora de Direitos Humanos, Fabrine Azevedo, cerca de 400 pulseiras estarão disponíveis por noite. “Trabalhamos com estatísticas, no ano passado foram colocadas cerca de 200 pulseiras de identificação. Este ano duplicamos o número disponível, pois a tendência é que a cada Carnaval aumente o número de visitantes. Pedimos aos pais que assim que chegarem a Praça se direcionem a tenda para identificar o seu filho. Todos os dias teremos uma equipe de plantão pronta a fazer este trabalho”, disse.


A pulseira, que este ano é na cor verde, será preenchida com nome, telefone e endereço do responsável pelo menor. Em caso de perda da criança, a orientação é para o responsável direcionar-se a tenda da Secretaria com os dados da mesma. “Preencheremos um cartão e levaremos para o locutor para que ele anuncie o nome da criança e peça para ir para atrás do palco principal, onde os pais estarão à sua espera. Após as 22h, quando a tenda estará fechada, o responsável deve ir direto para atrás do palco e comunicar o desaparecimento da criança à equipe da Guarda Municipal”, informou Fabrine.


O trabalho com pulseira de identificação é feito em todos os Carnavais pela equipe da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos. Na tenda também serão expostos cartazes com telefone para contato e fotos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o Estado.