Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Centro de Beneficiamento Primário da Aroeira é inaugurado em São Pedro da Aldeia

Por Gabrielly Costa em 23/05/2018
Imagem da Notícia: Os produtores rurais do Assentamento Ademar Moreira, no bairro São Mateus, vivenciaram um momento especial na terça-feira (22). Em solenidade que reuniu autoridades das esferas municipal, estadual e federal, foi entregue a autorização ambiental para o manejo da aroeira, a pimenta rosa, no local e realizada a inauguração do Centro de Beneficiamento Primário da Aroeira. O trabalho pioneiro no Estado do Rio de Janeiro é fruto da parceria entre a Prefeitura de São Pedro da Aldeia, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (EMATER-Rio), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e a Secretaria Estadual de Agricultura.

Os produtores rurais do Assentamento Ademar Moreira, no bairro São Mateus, vivenciaram um momento especial na terça-feira (22). Em solenidade que reuniu autoridades das esferas municipal, estadual e federal, foi entregue a autorização ambiental para o manejo da aroeira, a pimenta rosa, no local e realizada a inauguração do Centro de Beneficiamento Primário da Aroeira. O trabalho pioneiro no Estado do Rio de Janeiro é fruto da parceria entre a Prefeitura de São Pedro da Aldeia, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (EMATER-Rio), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e a Secretaria Estadual de Agricultura.

 

 

Para o Vice-prefeito Mauro Lobo, o trabalho realizado é motivo de orgulho para os administradores da cidade e todos os cidadãos. “Para mim, a aroeira é o ouro da agricultura. Esse é um projeto piloto, acredito que será reconhecido internacionalmente, pois é uma planta que tem muito mercado na Europa e nos Estados Unidos. Fico muito feliz por São Pedro da Aldeia estar contribuindo com essa atividade, que vai beneficiar diversas famílias. Essa é mais uma conquista dentro do nosso objetivo de gerar trabalho e renda no município”, afirmou.

 

 

Compuseram a mesa de solenidade o vice-prefeito Mauro Lobo, o secretário municipal de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu; o superintendente federal de Agricultura do MAPA, Gilberto Alencar; a presidente da EMATER-Rio, Stella Romanos; o gerente de Serviço Florestal do Inea, Flávio Valente; o analista de Reforma Agrária do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Paulo Ronan; a coordenadora técnica do Programa Rio Rural, Helga Hissa; o presidente da Associação dos Lavradores do Assentamento Ademar Moreira, Edimar Oliveira; o gerente do Banco do Brasil de São Pedro da Aldeia, Marcos André, e o secretário executivo do Programa Rio Rural, Nelson Teixeira.

 

 

De acordo com o secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, São Pedro da Aldeia conta com mais de 40 produtores, entre homens, mulheres e jovens, treinados e certificados para a realização do manejo e coleta da aroeira. “A gente vem trabalhando com o Assentamento Ademar Moreira já há bastante tempo, ajudando a associação na regulamentação e regularização da atividade. O próximo passo agora é a conquista de mercado dessa planta que, para nós, é uma esperança de futuro. Por isso, adotamos o slogan ‘Novos tempos, novos rumos’, estamos indo nesses novos tempos com a aroeira. Tivemos diversos parceiros diretos das ações que realizamos aqui, como o Senar, a EMATER, o MAPA, Incra, o Ministério do Meio Ambiente, Instituto Federal do Rio de Janeiro, todas as Secretariais Municiais e empresas locais”, declarou.

 

 

A programação do dia teve início com um belo café da manhã, que ofereceu diversos alimentos produzidos com a pimenta rosa. Em seguida, foram entregues a autorização ambiental para manejo da aroeira e os certificados do curso de manejo e boas práticas da aroeira, oferecido em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Após as explanações, as autoridades realizaram a inauguração do Centro de Beneficiamento Primário da Aroeira.

 

 

Na ocasião, o superintendente federal de Agricultura do MAPA, Gilberto Alencar, parabenizou a todos os envolvidos na conquista. “Esse é o primeiro grupo que possui autorização do Inea para a coleta de aroeira no Estado do Rio de Janeiro. Foi por entender a necessidade desses produtores que nós, instituições, nos reunimos no GT-Aroeira, entre dificuldades e apertos, mas sempre nos apoiando. O trabalho feito aqui se tornou referência e, hoje, recebemos demandas de produtores de outras regiões, que querem replicar esse serviço em seus municípios”, disse.

 

 

A construção do Centro de Beneficiamento Primário da Aroeira foi possível graças a liberação de recursos do Programa Estadual Rio Rural, que beneficiou o projeto coletivo do Assentamento Ademar Moreira. O projeto pioneiro com a pimenta rosa em São Pedro da Aldeia envolveu desde a elaboração do Plano de Manejo da coleta, a capacitação e certificação dos produtores, o beneficiamento e a comercialização do produto. O Plano aldeense é um marco para a legalização da atividade.

 

 

A presidente da EMATER-Rio, Stella Romanos, destacou a parceria com a Prefeitura da cidade. “Nós tivemos várias pessoas que acreditaram que esse projeto daria certo e agora esse sonho está se tornando realidade. Esse é o maior exemplo de que, quando a gente se une por aqueles que realmente trabalham, tudo dá certo. Agradeço muito o apoio e a parceria que a Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio do Dimas Tadeu e de todas as Secretarias Municipais, tem dado não só a esse projeto, mas a todo o trabalho da EMATER”, ressaltou.

 

 

A unidade de beneficiamento é composta por uma estufa para desidratação dos frutos e estrutura para pós-colheita. A atividade de extração da aroeira na reserva florestal existente no Assentamento Ademar Moreira é regida pelo Plano de Manejo Florestal Sustentável, pioneiro no Estado do Rio de Janeiro e elaborado por meio de um trabalho integrado envolvendo Prefeitura, MAPA, Inea, EMATER-Rio, sindicato rural e a Associação dos Lavradores.

 

 

O gerente de Serviço Florestal do Inea, Flávio Valente, se mostrou satisfeito com a iniciativa. “Agradeço a oportunidade de participar desse evento. Sempre foi minha missão pessoal poder agregar conservação da natureza e geração de emprego e renda, isso é a materialização desse trabalho. Parabenizo os assentados, que nos deram espaço para mostrarmos que o Inea veio para ser parceiro, ajudar e incentivar. Esse é um projeto piloto, que pretendemos expandir para outros lugares do Estado”, falou.

 

 

Com o licenciamento ambiental junto ao Inea, os produtores rurais aldeenses terão a atividade legalizada, estruturada e com segurança jurídica, além da possibilidade de diversificar a produção com fins comerciais e potencializar a geração de renda das famílias envolvidas no serviço.

 

 

O presidente da Associação dos Lavradores, Edimar Oliveira, falou sobre o novo momento do Assentamento Ademar Moreira. “Esse evento hoje significa muito para nós, só estamos evoluindo com todo esse apoio e está sendo muito bom, inclusive para a nossa renda. A Secretaria de Agricultura vem nos ajudando, dando todo apoio, e a EMATER também está sempre presente”, destacou.

 

 

Vale ressaltar que São Pedro da Aldeia está concorrendo ao Prêmio Prefeito Empreendedor, do Sebrae/RJ, com o projeto “Aroeira – Novos tempos, novos rumos”, na categoria Inovação e Sustentabilidade. O prêmio é um programa de reconhecimento aos gestores públicos que tenham implementado projetos com resultados comprovados, ainda que parciais, de estímulo ao surgimento e desenvolvimento dos pequenos negócios, com base na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

 

 

Também prestigiaram o evento o secretário de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto; a secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques; a supervisora local da EMATER-Rio, Marília Grasiela Oliveira; a representante do MAPA, Ludmila Gaspar; o secretário de Agricultura, Abastecimento e Pesca de Iguaba Grande, Thiago Dutra; a pesquisadora Fabiana Ruas, a representante da Vigilância em Saúde, Ângela Del Rosário, e representantes do Sebrae/RJ.