400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

“Cidade empreendedora” realiza reunião com Agentes de Desenvolvimento

Por Renato Silveira em 03/08/2017
Imagem da Notícia: O Programa “Cidade Empreendedora” do Sebrae/RJ, realizou reunião técnica nesta quinta-feira (03), no auditório da Associação Comercia, Industrial e Agrícola de São Pedro da Aldeia (Aciaspa), envolvendo os Agentes de Desenvolvimento do município e o coordenador do comitê gestor e secretário de Governo Eronildes Bezerra. O encontro foi coordenado pela consultora de políticas públicas do Sebrae/RJ Adriana Barreto. São Pedro da Aldeia é o único município da Região dos Lagos a participar do programa.

O Programa “Cidade Empreendedora” do Sebrae/RJ, realizou reunião técnica nesta quinta-feira (03), no auditório da Associação Comercia, Industrial e Agrícola de São Pedro da Aldeia (Aciaspa), envolvendo os Agentes de Desenvolvimento do município e o coordenador do comitê gestor e secretário de Governo Eronildes Bezerra. O encontro foi coordenado pela consultora de políticas públicas do Sebrae/RJ Adriana Barreto. São Pedro da Aldeia é o único município da Região dos Lagos a participar do programa.


 

Os critérios levados em consideração para a escolha das cidades participantes foram o status de lei geral municipal implementada, o que São Pedro da Aldeia tem desde 2012, a densidade empresarial e as políticas públicas geradas que favorecem o desenvolvimento do programa”, explicou Adriana.


 

Os temas discutidos no encontro foram a capacitação de servidores municipais para as compras governamentais, desburocratização, elaboração de um plano de compras, implementação do empreendedorismo no ambiente escolar, envolvimento da comunidade escolar com produtores rurais e comerciantes locais e o envolvimento dos agentes de agricultura familiar e do ambiente de negócios do município.

 

As expectativas do “Programa Cidade Empreendedora” são inserir a temática da micro e pequena empresa no Plano Plurianual (PPA) de cada um dos onze municípios participantes, assegurando que os pequenos negócios façam parte da agenda de governo; apoiar o desenvolvimento de políticas públicas municipais para a diminuição do tempo para abertura de empresas; aumentar o percentual das compras governamentais com micro e pequenos fornecedores; e apoiar os municípios no cumprimento do percentual exigido por lei de 30% da compra da merenda escolar feita pelo agricultor familiar regional.