Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Cursos do Pronatec têm aula inaugural em São Pedro da Aldeia

Por Raíra Morena em 19/06/2018
Imagem da Notícia: Na segunda-feira (18), foram realizadas as aulas inaugurais dos cursos profissionalizantes de Salgadeiro, Padeiro e Cozinheiro em São Pedro da Aldeia. A iniciativa é uma realização da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) em parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e Prefeitura aldeense. Ao todo, 75 alunos estão inscritos para os três cursos, que acontecem na unidade de ensino da Faetec, situada no bairro Nova São Pedro.

           Na segunda-feira (18), foram realizadas as aulas inaugurais dos cursos profissionalizantes de Salgadeiro, Padeiro e Cozinheiro em São Pedro da Aldeia. A iniciativa é uma realização da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) em parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e Prefeitura aldeense. Ao todo, 75 alunos estão inscritos para os três cursos, que acontecem na unidade de ensino da Faetec, situada no bairro Nova São Pedro.


   


                Gestor da Faetec aldeense, o professor Aldineir Magalhães Júnior deu boas-vindas aos alunos, apresentou a equipe técnica da unidade e destacou a parceria firmada com o Pronatec e a Prefeitura para a oferta dos cursos de educação profissional na cidade. “O Pronatec veio para somar nessa parceria entre Prefeitura e Estado. Esses alunos estão tendo a oportunidade de fazer cursos de grande valor no mercado. Fizemos uma parceria em nível estadual, com recursos e incentivo do Governo Federal, por meio do Pronatec, juntamente com nosso espaço físico, estrutura e profissionais de qualificação na área. Foi uma parceria que deu certo por causa da vontade dos governos em ajudar os alunos de São Pedro da Aldeia e região. Eu sempre enfatizo o agradecimento aos nossos parceiros, ao Prefeito Cláudio Chumbinho e aos secretários de Serviços Públicos, Educação e Trabalho, que se articularam e nos deram todo apoio para a reabertura e funcionamento da nossa unidade”, afirmou o gestor, que também se colocou à disposição das turmas.



                Na ocasião, os alunos foram recebidos pelo corpo docente, técnico-administrativo e pedagógico da unidade. Os participantes receberam um Manual do Aluno com informações sobre o Pronatec, Assistência Estudantil, normas e orientações gerais quanto à vestimenta, horário, assiduidade e avaliação de rendimento, além de normas de gestão, direitos e deveres dos alunos. Para obter a aprovação, os alunos devem alcançar a assiduidade mínima de 75% da carga horário total do curso e serão submetidos à uma avaliação final com média mínima de 6,0 pontos.



Conduzindo a aula inaugural dos cursos de Salgadeiro e Padeiro, a orientadora educacional da Faetec e supervisora do Pronatec, Solange Sales, falou sobre a programação da tarde. “Estamos reunindo as turmas para esta aula inaugural com o objetivo de apresentar o Programa, cada um dos cursos e seus objetivos, o que eles deverão ser capazes de fazer ao término dos cursos, como eles deverão se portar, frequência nas aulas, rendimento, visitar o nosso laboratório, conhecer o nosso corpo docente, esclarecer dúvidas, além de receber orientações sobre as condutas que são vedadas a um aluno Faetec. Ao término do curso, também será feito um currículo para cada aluno, que será cadastrado em um sistema federal que faz o cruzamento das vagas de trabalho com o perfil dos formandos, para que possamos lançar esses novos profissionais no mercado de trabalho de forma direcionada”, explicou.



                Além das aulas teóricas e práticas, o conteúdo programático dos cursos inclui aulas de Segurança do Trabalho, Saúde, Meio Ambiente e temas transversais, dentre eles marketing, empreendedorismo, ética, cidadania e outros assuntos pertinentes à formação voltada ao exercício da profissão e inserção no mercado de trabalho. Os cursos são distribuídos em três turnos com 25 vagas por turma, de segunda a quinta-feira, sendo Salgadeiro das 7h20 às 11h40 e carga horária de 160 horas, Padeiro das 13h20 às 17h40 e carga horária de 200 horas, e Cozinheiro das 18h às 22h10, com carga horária de 400 horas.



            Após a recepção dos alunos em sala de aula, os estudantes degustaram canapés e sucos produzidos pelos instrutores de Salgado e Panificação da Faetec, Gustaman Francisco da Silva e Jorge Sobreira, e também puderam conhecer as instalações do Laboratório de Panificação da unidade, estruturado com equipamentos, bancadas e utensílios que compõem o processo de produção industrial. A instrutora de Segurança do Trabalho, Silvana Barcelos, e a co-gestora da unidade, Sônia Manzoni, também participaram da programação. A aula inaugural da turma de Cozinheiro foi realizada à noite, com a participação da instrutora Telma Cruz.



Atualmente desempregada, a aluna do curso de Salgadeiro, Juliana Teodomiro, se mostrou entusiasmada com o início das aulas e a perspectiva de inserção no mercado de trabalho. “Fiquei muito feliz quando recebi a ligação confirmando minha inscrição para o curso. Eu estava ansiosa para começar, principalmente as aulas práticas. Minha mãe já trabalha com salgados, mas ela não tem especialização. Então, essa certificação vai ser importante não só para mim, mas também para que eu possa ajudar meus pais e meu esposo. Espero evoluir a cada dia para fazer o melhor para o cliente e, futuramente, poder abrir uma lanchonete e transformar esse sonho em uma renda fixa”, afirmou a moradora do bairro Porto da Aldeia.



Estudante do curso de Padeiro, o corretor de imóveis Márcio Gonçalves esteve presente no primeiro dia de aula e comentou sobre seus planos futuros. “O mercado imobiliário já foi melhor, então agora estou buscando me qualificar para poder me inserir em um mercado diferente e poder ter outras oportunidades. Sempre tive vontade de fazer um curso na área de gastronomia, sou apaixonado pela panificação, mas não tinha conhecimento técnico. Meu objetivo futuro é me especializar no ramo dos diets, com pães integrais e uma confeitaria mais light e artesanal para pessoas com restrições alimentares”, comentou o aluno de Iguaba Grande.



Como parte da parceria entre as instituições, a Prefeitura aldeense, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, ficou responsável pelas inscrições para os cursos. Os atendimentos para inscrição foram realizados na sede do Horto Escola Artesanal, com base nos pré-requisitos estabelecidos pelo Pronatec, voltados aos beneficiários de programas federais de transferência de renda, como o Bolsa Família ou inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CADÚnico).