400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Dia Mundial do Diabetes foi marcado com ações nos postos de saúde de São Pedro da Aldeia

Por Raíra Morena em 14/11/2013
Imagem da Notícia: O Dia Mundial do Diabetes foi lembrado com programação especial nos postos de saúde e na Policlínica do Centro de São Pedro da Aldeia. A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde e o Programa Municipal Hiperdia, promoveu durante toda a manhã dessa quinta-feira (14), palestras educativas, distribuição de material informativo e teste de glicemia em todas as unidades da rede. Na Policlínica do Centro, a ação começou por volta das 10h e contou com a participação da coordenadora municipal do Hiperdia, Teresa Cristina Souza.

O Dia Mundial do Diabetes foi lembrado com programação especial nos postos de saúde e na Policlínica do Centro de São Pedro da Aldeia. A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde e o Programa Municipal Hiperdia, promoveu durante toda a manhã dessa quinta-feira (14), palestras educativas, distribuição de material informativo e teste de glicemia em todas as unidades da rede. Na Policlínica do Centro, a ação começou por volta das 10h e contou com a participação da coordenadora municipal do Hiperdia, Teresa Cristina Souza.

 De acordo com a coordenadora municipal do programa de Atenção a Hipertensos e Diabéticos no município (Hiperdia), a proposta da ação é alertar a população sobre os perigos da doença, da necessidade de realizar exames e diagnosticar a diabetes precocemente. “Nosso objetivo é informar a população e chamar atenção para os riscos da doença, principais sintomas e sinais, além de alertar para a importância da prevenção e do controle do diabetes. São Pedro da Aldeia não poderia ficar de fora dessa mobilização, que está recebendo total apoio da Secretaria de Saúde e do Prefeito Cláudio Chumbinho”, destacou Teresa.

 

 

 

 

Na ocasião, os usuários puderam acompanhar uma palestra educativa sobre os principais sinais e sintomas da doença, receberam orientações quanto à prevenção ao Diabetes Mellitus, tiraram dúvidas sobre o diagnóstico e tratamento e também fizeram testes de glicemia. A coordenadora explicou sobre o funcionamento do Programa no município, ressaltando o posto de saúde como porta de entrada principal para receber o acompanhamento. “Na unidade, o paciente tem o primeiro atendimento com o clínico-geral. Se detectado o diabetes, tanto tipo 1 quanto o tipo 2, ele é encaminhado a fazer o cadastramento no Programa, com a garantia do acompanhamento, tratamento e dos medicamentos prescritos, na nossa farmácia básica. O cadastramento do Hiperdia é feito uma vez por semana nos postos”, ressaltou Teresa.

 

 

 

Durante a palestra, foram abordados ainda temas como a qualidade de vida e a importância da adoção de hábitos saudáveis, como alimentação equilibrada e exercícios físicos. Um painel informativo com os principais sintomas e sinais da doença foi disposto na unidade e os usuários receberam, ainda, folhetos informativos sobre o que é a doença e problemas mais comuns decorres da falta de cuidados. A ação também ofereceu mesa de frutas aos participantes.

Diagnosticada com diabetes tipo 2 há cerca de 3 anos, a advogada Regina Ribeiro Gonçalves, de 61 anos, elogiou a ação. “É de suma importância termos esse espaço para tirar dúvidas e discutir sobre essa doença que acomete tantas pessoas. Por motivos pessoais, acabei deixando meu tratamento de lado e hoje sei da necessidade e da importância de procurar ajuda médica e de adquirir hábitos saudáveis. Acredito que nós temos que ter responsabilidade pela nossa qualidade de vida, para que possamos viver mais e melhor”, ressaltou.

 

 

A diabetes é uma doença que atinge cerca de 347 milhões de pessoas, segundo dados da Organização Mundial de Saúde. É uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue. Embora ainda não haja uma cura definitiva, há vários tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida. O diagnóstico é feito por meio de exames, que é realizado quando o usuário apresenta os sintomas do Diabetes.