400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Emoção e Fé tomam conta dos aldeenses no dia do padroeiro da cidade

Por Mônica Marins em 01/07/2013
Imagem da Notícia: Foi um dia especial para aldeenses devotos de São Pedro. No dia do padroeiro da cidade (29) o clima era de devoção. A primeira missa lotou a igreja matriz. Conduzida pelo padre Nelson Siqueira Neves a celebração reuniu pessoas de todas as idades. A missa das famílias teve mais um motivo: era o jubileu de sacerdócio do padre Nelson. Além dele, estiveram presentes os padres: Ângelo, Helcimar e José Aldo, que prestaram as homenagens ao padre Nelson. A missa foi encerrada com o hino de São Pedro da Aldeia cantado pelo coral de vozes dos fiéis encheram o templo. O vice-prefeito Iédio Rosa esteve presente a participou de toda a solenidade. Para ele é um dia histórico: “O habitante de São Pedro da Aldeia, sendo católico ou não comparece a esta festa, tornando-a ainda mais bonita, a cada ano que passa.” Disse Iédio.


Foi um dia especial para aldeenses devotos de São Pedro. No dia do padroeiro da cidade (29) o clima era de devoção. A primeira missa lotou a igreja matriz. Conduzida pelo padre Nelson Siqueira Neves, a celebração reuniu pessoas de todas as idades. A missa das famílias teve mais um motivo: era o jubileu de sacerdócio do padre Nelson. Além dele, estiveram presentes os padres: Ângelo, Helcimar e José Aldo, que prestaram as homenagens ao padre Nelson.  A missa foi encerrada com o hino de São Pedro da Aldeia cantado pelo coral de vozes dos fiéis encheram o templo.

O vice-prefeito Iédio Rosa esteve presente e participou de toda a solenidade. Para ele foi um dia histórico. “O habitante de São Pedro da Aldeia, sendo católico ou não comparece a esta festa, tornando-a ainda mais bonita, a cada ano que passa.” Disse Iédio.


O padre Nelson Siqueira disse que é uma festa de tradição, mas acima de tudo, de devoção. Ele explicou que o Dia de São Pedro é comemorado por toda igreja católica no mundo e por isto é tão importante.


Após a missa, o padre Helcimar Sardinha ministrou a bênção dos veículos. Apesar do sol quente ele fez questão de benzer todos os carros que estavam na fila.

Na parte da tarde, como já acontece tradicionalmente, a procissão marítima atraiu turistas e moradores. A embarcação com o santo, seguiu da praia da Pitória até o píer da Marinha, pela a Rodovia. Os devotos caminharam rumo ao Centro da cidade.
A procissão terrestre foi um espetáculo à parte. O ponto alto foi a chegada da imagem na Praça da Matriz, onde  muitas pessoas idosas que não acompanharam a procissão aguardavam a chegada do santo. Muitos se emocionaram.


A bênção dos pescadores e dos objetos aconteceu na frente do palco onde, mais tarde ocorreu a missa solene campal, encerrando as atividades religiosas do sábado.