Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Encerramento do curso de enfeites natalinos movimenta Horto Escola Artesanal

Por Raíra Morena em 05/12/2018
Imagem da Notícia: O encerramento do curso de enfeites natalinos movimentou o Horto Escola Artesanal, em São Pedro da Aldeia, nesta terça-feira (04). A programação incluiu café da tarde, amigo oculto, entrega de certificados e exposição de mais de 100 trabalhos confeccionados pelas turmas ao longo do curso, entre enfeites, artigos de decoração, bonecos de neve, guirlandas e lembrancinhas temáticas. Cerca de 20 alunas participaram do evento , que contou ainda com a presença do secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda (Sagat), Dimas Tadeu, e das instrutoras e artesãs, Kátia Carvalho e Eliane Gaspar. Os cursos de artesanato são gratuitos. Essa é mais uma iniciativa da Prefeitura aldeense, por meio da Sagat, visando a capacitação e a geração de renda para a população.

O encerramento do curso de enfeites natalinos movimentou o Horto Escola Artesanal, em São Pedro da Aldeia, nesta terça-feira (04). A programação incluiu café da tarde, amigo oculto, entrega de certificados e exposição de mais de 100 trabalhos confeccionados pelas turmas ao longo do curso, entre enfeites, artigos de decoração, bonecos de neve, guirlandas e lembrancinhas temáticas. Cerca de 20 alunas participaram do evento , que contou ainda com a presença do secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda (Sagat), Dimas Tadeu, e das instrutoras e artesãs, Kátia Carvalho e Eliane Gaspar. Os cursos de artesanato são gratuitos. Essa é mais uma iniciativa da Prefeitura aldeense, por meio da Sagat, visando a capacitação e a geração de renda para a população.



O secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, destacou a realização de mais um curso no Horto Escola Artesanal. “Estamos fechando 2018 com chave de ouro. Ao longo do ano, tivemos diversos cursos temáticos, pelo Dia das Mães, Páscoa, e hoje encerrando com o Natal. Nós sempre nos surpreendemos porque, a cada curso, nós percebemos que a procura aumenta e novas pessoas se integram aos grupos. Nós pretendemos cada vez mais ampliar esse leque de capacitação. E tem sido um sucesso, nós ficamos muito felizes em ver todas essas obras bonitas e de muita qualidade e saber que estamos formando verdadeiras artesãs, que vão poder se inserir no mercado e ter uma alternativa de renda a mais para a família, além de terem a sua produção artística valorizada”, disse.



Voltado à iniciantes, o curso de enfeites natalinos teve duração de um mês e carga horária de 20 horas. A produção teve como foco a reciclagem e o reaproveitamento de materiais, com matéria-prima de baixo custo, como garrafas pet, tecidos, tampinhas, sementes, plásticos, CDs, feltro e outros. Com metodologia dinâmica e participativa, os encontros semanais abordaram conteúdo teórico e atividades práticas a partir de técnicas básicas de modelagem, corte, costura, colagem e acabamento. 



Uma das instrutoras do curso, Eliane Gaspar falou sobre a proposta do curso. “Trabalhamos principalmente a reciclagem, utilizando um pouquinho de tudo, e as alunas aproveitaram ao máximo. Muitas já estão comercializando suas peças, presenteando e recebendo pedidos de encomenda. Nós percebemos também que muitas procuraram o curso em busca, primeiramente, de um conforto psicológico, de uma terapia, e, em segundo plano, uma renda extra e um retorno financeiro. O nosso intuito foi mostrar que elas são capazes de soltar a imaginação e produzir peças de muita qualidade. As alunas ficaram surpresas com o resultado e isso é muito gratificante para nós”, destacou.



A instrutora Kátia Carvalho também prestigiou a programação de encerramento. “Nós abrimos o curso com material reciclado para instigar e abrir o olhar das alunas para essa questão do reaproveitamento a partir de materiais de baixo custo, bonitos, simples e muito funcionais. A ideia foi começar o curso em novembro justamente para que as turmas pudessem pegar esse mercado de fim de ano. Ficamos felizes em ver que muitas mulheres estão com esse espírito microempreendedor, comercializando, trabalhando em novos produtos e conquistando clientela. O mais importante é que, com o conhecimento das técnicas, as alunas terão todos os recursos para produzir peças de muita versatilidade, com diferentes temáticas, que podem ser utilizadas em qualquer época do ano e em diferentes ambientes, desde enfeites para cozinha, festas de aniversário, chás de bebê, dentre outros. A sensação é de dever cumprido”, afirmou.



Participante assídua dos cursos no Horto Escola Artesanal, Tatiana Ferreira diz que encontrou na capacitação uma fonte de renda. “Eu sempre participo dos cursos no Horto Escola, já fiz cursos da Copa do Mundo, de laços, de vela e agora o de confecções natalinas. Atualmente estou desempregada, então, para mim, foi ótimo. Hoje vivo dos enfeites e já estou recebendo muitas encomendas para venda. Estou muito satisfeita, as instrutoras são maravilhosas. Essa é uma ótima oportunidade para as mulheres e donas de casa poderem ter a sua renda e desenvolver o seu próprio negócio”, disse a moradora do bairro Balneário das Conchas.



Moradora do bairro Boqueirão, Valéria Sad também se mostrou satisfeita com a experiência. “Sempre gostei de artesanato, mas nunca fiz para vender. Era algo que eu fazia para a casa, para os amigos e pessoas próximas. Quando fiquei sabendo desse curso, logo me inscrevi e amei ter participado. Nunca tinha trabalhado com esses tipos de materiais, aprendi muito ao longo do curso e melhorei muito principalmente no corte e na costura. Foi uma experiência ótima e muito prazerosa, nós ficávamos aguardando ansiosamente por cada encontro. Além do aprendizado, fizemos muitas amizades, tanto com as professoras quanto com as alunas. Esse projeto que a Prefeitura promove é muito legal e esperamos que novos cursos como esse aconteçam”, salientou.