Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Encontro de retorno dos professores aldeenses terminou com brinde à categoria

Por Mônica Marins em 05/02/2014
Imagem da Notícia: A prefeitura de São Pedro da Aldeia, através da Secretaria de Educação realizou dois dias de evento com palestrantes motivacionais. Na segunda-feira (03) Érick Penna abriu o encontro com a palestra “A didática do mor” e na terça-feira (04) o professor Dalmir Snt’Anna e a doutora Gabriela Asmar fecharam o evento de forma emocionante.

A prefeitura de São Pedro da Aldeia, através da Secretaria de Educação realizou dois dias de evento com palestrantes motivacionais. Na segunda-feira (03) Érick Penna abriu o encontro com a palestra “A didática do mor” e na terça-feira (04) o professor Dalmir Snt’Anna e a doutora Gabriela Asmar fecharam o evento de forma emocionante.

O segundo dia de palestras teve início com a apresentação cultural dos alunos da Escola Municipal Flonete Alexandrino da Silva. Eles representaram a música “O Gato”, de Vinícius de Moraes.  Com graciosidade e beleza os pequenos alunos chamaram a atenção da plateia que aplaudiu de pé a apresentação.

Em seguida, a diretora executiva da Organização Não Governamental (ONG) “Parceiros do Brasil”, Drª Gabriela Asmar, conduziu um workshop sobre resolução de conflitos nas escolas. Gabriela é uma das fundadoras da Comissão de Mediação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no Rio de Janeiro.

Após conhecer uma metodologia de resolução de conflitos usada durante 30 anos nos Estados Unidos ela adaptou à realidade escolar do Brasil e resolveu implantá-la no Rio de Janeiro, onde já formou 40 estudantes de escolas públicas.

Logo na abertura dos trabalhos ela exibiu um documentário com depoimentos de alunos mediadores em dez escolas do Rio de Janeiro.  No vídeo, exemplos que deram certo, como em uma escola que era conhecida como “Carandiru” e hoje tem um dos resultados mais expressivos do projeto: através da mediação feita pelos próprios alunos, muitos conflitos foram resolvidos antes que as partes envolvidas pudessem partir para as agressões físicas.

De acordo com a Drª Gabriela, para resolver os conflitos, em qualquer situação, é preciso ter uma visão macro, pois o conflito é uma questão de percepção. Ela afirma: “A percepção é chave da desgraça e da solução de muitos conflitos”, disse Gabriela.

Gabriela Asmar explicou que a função do mediador é facilitar o processo decisório e que, de acordo com a metodologia de resolução de conflitos usada nas escolas, acredita-se que os próprios alunos possam ser os mediadores.

Os principais objetivos do “Programa Educação para a Paz” é desenvolver habilidades de Resolução de Conflitos nas Escolas e transformar o programa em política pública, inserindo a educação de resolução de conflitos no currículo oficial de todas as escolas públicas do Rio de Janeiro.

A palestra ministrada pelo mestre em administração de empresas e professor Dalmir Sant’Anna abordou o tema “O desafio de transformar menos em mais na educação”. De forma divertida e encantadora, o palestrante começou fazendo uma dinâmica com as pessoas da plateia e, durante uma hora e meia Dalmir surpreendeu os professores com uma linguagem fácil e diversos números de mágica.

Ao falar da importância de cada professor na sala de aula, o palestrante afirmou que é possível transformar a cidade de São Pedro da Aldeia em um grande referencial de educação, mas para isto é necessário fazer mais, surpreender e encantar: “Você poderá surpreender as pessoas com suas habilidades e competência”, disse Dalmir. Ele explicou que muitos educadores não conseguem avançar por falta de determinação e afirmou que o professor precisa acompanhar as mudanças, mesmo que elas requeiram esforço ou até causem dor. Ele foi enfático ao dizer que é preciso compreender que as pessoas têm visões diferentes.

De acordo com o palestrante, uma educação de qualidade só dá certo se todos caminham na mesma direção. Para ele é importante também diminuir o discurso e aumentar a prática. Dalmir Sant’Anna finalizou dizendo que na educação o professor não possui dublê e que é preciso buscar o crescimento em equipe, deixando o individualismo e focando nos resultados. Finalizando ele pediu a todos os professores, que, coletivamente, assumissem o compromisso de serem cada vez apaixonados pela educação e surpreendeu ao convidar o secretário de Educação Evaldo Bittencourt ao palco para um brinde à categoria: “Esse é o grande compromisso”, brindou.

Sob forte aplauso da plateia, o secretário Evaldo Bittencourt encerrou o Encontro: “Que a gente saia daqui com esse entusiasmo e com essa alegria para as nossas salas de aula”.