400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Escolas da Rede Municipal realizam culminância de projetos literários

Por Mônica em 14/11/2013
Imagem da Notícia: A Escola Municipal Luiza Terra de Andrade realizou nesta quarta-feira (13) a festa do Chocolate Literário. Durante vinte dias os alunos dos três turnos, inclusive os da Educação para Jovens e Adultos (EJA), trabalharam as canções de Vinícius de Moraes durante as aulas. O resultado de tudo o que aprenderam foi uma festa literária com diversas apresentações culturais. O evento teve a parceria da livraria Sabor e Saber.

 

 

A Escola Municipal Luiza Terra de Andrade realizou nesta quarta-feira (13) a festa do Chocolate Literário. Durante vinte dias os alunos dos três turnos, inclusive os da Educação para Jovens e Adultos (EJA), trabalharam as canções de Vinícius de Moraes durante as aulas. O resultado de tudo o que aprenderam foi uma festa literária com diversas apresentações culturais. O evento teve a parceria da livraria Sabor e Saber.

Durante todo o dia os alunos da escola apresentaram esquetes, cantaram músicas, fizeram solos instrumentais, dançaram ritmos variados e fizeram um desfile de tangas para representar a “Garota de Ipanema”. Participaram de contação de histórias com desdobramento em oficinas de arte com a arte educadora Adriana Lins, do Horto-Escola-Artesanal e de palestras ministradas pelo psicanalista Fábio Ismério sobre auto-estima e motivação. Todo o evento foi regado a chocolate. Além dos tradicionais bombons havia também cup cake, frutas com cobertura de chocolate e chocolate quente.

A diretora da Escola, Fernanda Terra, disse que a festa, que se transformou em um show de talentos, teve como objetivo principal ampliar o horizonte cultural dos alunos, a fim de envolvê-los cada vez mais com a cultura e despertar o prazer da leitura.

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer Evaldo Bittencourt parabenizou a direção, professores e alunos da escola pelo evento e falou que como educador sonha com um mundo melhor, com uma sociedade mais justa e fraterna e que uma das saídas para ter pessoas melhores é educação e a cultura. O secretário finalizou citando alguns escritores: Cecília Meireles, que diz que a gente precisa pensar além e para além do qaqui e agora José Saramago que pergunta: “Como será o futuro se a gente morrer hoje?” Para Evaldo, há pessoas que morrem quando deixam de sonhar. O secretário seguiu destacando Augusto Cury que afirma que desejos são diferentes de sonhos e que é preciso incentivar a juventude a sonhar porque sonhos alimentam projetos para a vida toda e, por fim,  ele se referiu à Cora Coralina quando diz que a vida precisa ter um sentido profundo. Inspirado pela literatura Evaldo encerrou dizendo que a gente precisa colocar amor no coração das pessoas e concluiu: “Chocolate adoça a vida; chocolate com livros torna a escola ainda mais doce e cheia de amor.”

Escola Dulcinda Jotta Mendes realiza festa Ploc

A Escola Municipal Dulcinda Jotta Mendes estava em festa: o evento foi a culminância do projeto literário denominado “Legião Urbana”. Durante três meses todos os alunos estudaram literatura através das canções e da poesia de Renato Russo.

Nessa quarta-feira (12) a escola foi especialmente ornamentada para a festa Ploc.  Ao som das músicas que embalaram os anos 80 e marcaram época e com exposições de objetos antigos como máquina de datilografia e até uma vitrola os alunos puderam se divertir enquanto aprendiam. Eles também entraram no clima e se vestiram a caráter. Cada turma escolheu uma música para criar a sala temática. O resultado não poderia ter sido melhor: eles esbanjaram criatividade e conhecimento. Também houve apresentações musicais, de ballet, exposição de trabalhos com material reciclado, exibição de curta metragem, entre outras atrações culturais.

De acordo com os organizadores o objetivo foi alcançado: trabalhar o resgate da Música Popular Brasileira envolvendo todos os alunos da escola, ao mesmo tempo em que desperta nos estudantes o gosto pela literatura.

O secretário Evaldo Bittencourt, as subsecretárias de Fátima Motta e Edlúcia Marques e a diretora de educação Vanessa Castañón visitaram a exposição.