400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Evento Cultural marca comemorações do dia da Consciência Negra na Escola Quilombola

Por Mônica Marins em 25/11/2013
Imagem da Notícia: Foi um dia diferente: a celebração pelo dia da Consciência Negra na Escola Municipal Quilombola Dona Rosa Geralda da Silveira atraiu a comunidade do bairro Botafogo na última sexta-feira (22). Alunos, pais, professores e diretores produziram uma programação intensa para comemorar o dia de Zumbi dos Palmares. De acordo com a diretora da escola, Claudia Osvaldina dos Santos durante o ano os alunos trabalharam o projeto “Diversidade” e a culminância foi na semana em que se comemora a Consciência Negra em todo o país.

Foi um dia diferente: a celebração pelo dia da Consciência Negra na Escola Municipal Quilombola Dona Rosa Geralda da Silveira atraiu a comunidade do bairro Botafogo na última sexta-feira (22).  Alunos, pais, professores e diretores produziram uma programação intensa para comemorar o dia de Zumbi dos Palmares. De acordo com a diretora da escola, Claudia Osvaldina dos Santos durante o ano os alunos trabalharam o projeto “Diversidade” e a culminância foi na semana em que se comemora a Consciência Negra em todo o país.

Para o presidente da Associação dos Remanescentes de Quilombo de Botafogo, Roberto Santos,  a escola é um sonho realizado e é através dela que a Comunidade Quilombola de Botafogo tem tido o trabalho de diversidade reconhecido. Ele finalizou fazendo uma referência ao Dia da Consciência Negra: “Somos irmãos e parceiros, todos somos iguais perante a Deus.”

A diretora Claudia Osvaldina dos Santos agradeceu a parceria dos pais dos alunos: “Tudo isso não aconteceria se os pais não estivessem conosco. Trabalhar o projeto de Diversidade é mostrar que respeitamos a nossa comunidade e a dos outros”, disse Claudia.

O Coordenador da Promoção da Igualdade Racial da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer Sergio Rodrigues dos Santos, parabenizou o secretário Evaldo Bittencourt, por ter concluído a obra da escola realizando assim, um sonho antigo da comunidade Quilombola de Botafogo: “Com a coragem que poucos têm Evaldo concluiu e entregou a escola a esta comunidade”, disse Sergio Rodrigues.

O secretário Evaldo Bittencourt falou da alegria de estar no ambiente da escola. Ele disse que, como professor e educador, acredita no poder transformador da escola. Ele fez menção à dona Rosa Geralda da Silveira e às lutas marcantes da comunidade de Botafogo pela posse da terra.  O secretário ressaltou que para o prefeito Claudio Chumbinho a escola Quilombola tem grande importância, porque é a concretização de um anseio a comunidade.  Ele encerrou dizendo que acredita na força da juventude como resposta para quem ainda guarda racismo no coração.

Durante toda a tarde houve apresentações de danças, desfile, bandas, teatro, com o tema da Consciência Negra.  A banda Raízes fez um show de músicas que celebraram as conquistas dos negros. A banda Tigres da Aldeia abriu o evento levantando o público com o som forte dos tambores. O grupo de Capoeira Império surpreendeu quando os capoeiristas dançaram com tochas de fogo nas mãos. Alunos da E.M. Antônio Vaz encenaram a peça “Os negros” e a E.Mz. Capitão Costa apresentou uma coreografia.  Os alunos das Creches III e IV da E.M. Quilombola Dona Rosa Geralda da Silveira fizeram coreografias e um desfile de personalidades negras. Um documentário produzido por alunos da Educação para Jovens e Adultos (EJA) da E.M. Quilombola Dona Rosa Geralda da Silveira, através da oficina AutoDoc do IPHAN, fechou o evento. O vídeo que mostra histórias da comunidade Quilombola de Botafogo, denominado “A conquista” foi exibido para a comunidade pela primeira vez.

Além das apresentações culturais, as barraquinhas com produtos fabricados na própria escola e na comunidade, como farinha de mandioca, sola, tapioca doce, pastéis e doces caseiros fizeram sucesso entre os convidados. As oficinas de pulseira de contas e tranças desenvolvidas por pessoas da comunidade e a exposição de trabalhos de cipó, do Horto Escola Artesanal atraíram muitas pessoas interessadas em aprender a confeccionar produtos artesanais.

A programação prosseguiu no sábado (23) com a culminância do Projeto Diversidade, nas unidades escolares.