Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Gabinete de crise para combate ao Aedes Aegypti se reúne em São Pedro da Aldeia

Por Gabrielly Costa em 18/03/2016
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia realizou na quinta-feira (17) mais uma reunião do “Gabinete de Crise”, que monitora o trabalho feito em função do combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. O encontro, que é realizado semanalmente, discutiu o quadro das doenças no município, ações intersetoriais no plano de combate ao Aedes e no acompanhamento de casos, além da atualização de dados acerca das doenças e dos serviços prestados. A reunião contou com a participação do Núcleo Descentralizado de Vigilância em Saúde (NDVS), representando o Governo do Estado.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia realizou na quinta-feira (17) mais uma reunião do “Gabinete de Crise”, que monitora o trabalho feito em função do combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. O encontro, que é realizado semanalmente, discutiu o quadro das doenças no município, ações intersetoriais no plano de combate ao Aedes e no acompanhamento de casos, além da atualização de dados acerca das doenças e dos serviços prestados. A reunião contou com a participação do Núcleo Descentralizado de Vigilância em Saúde (NDVS), representando o Governo do Estado.



Os trabalhos foram coordenados pela médica representante da Vigilância em Saúde, Ângela Del Rosário, que falou sobre as ações de combate ao Aedes realizadas no município. “Continuamos realizando campanhas nas residências, a partir do controle mecânico. Nosso objetivo principal é destruir possíveis criadouros e intensificar o trabalho de conscientização para que população faça a sua parte. Os agentes comunitários e os de combate a endemias continuam fazendo visitas, identificando e realizando o tratamento. Temos trabalhado em parceria com o programa ‘Saúde na Escola’, da Educação, e com os Centros de Referência da Assistência Social”, afirmou.



A Vigilância em Saúde divulgou que, das 615 notificações de dengue feitas na cidade desde o início do ano, 91 foram de atendimentos a moradores de outros municípios. Vale ressaltar que as notificações são compulsórias e envolvem casos suspeitos ou confirmados. Instituída por decreto municipal, a Sala de Situação de Combate ao Aedes é realizada desde janeiro. O acompanhamento de gestantes, a conscientização dos moradores, discussão de casos, as demandas do Pronto Socorro Municipal, as ações educativas nas unidades escolares e o trabalho realizado em parceria com os CRAS foram alguns dos pontos abordados durante o encontro.



Convidada para participar da reunião, a sanitarista do NDVS, Lúcia Scardino, apresentou o panorama do cenário da dengue nos nove municípios da Baixada Litorânea. Entre os tópicos discutidos estiveram o total de notificações da doença, o mapa com taxa de incidência de casos prováveis por dengue no ano 2016 até a 9ª semana epidemiológica e cenários de epidemia, entre outros.



Também participaram do encontro representantes das Secretarias de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento; de Gestão Estratégica; de Assistência Social e Direitos Humanos, do Pronto Socorro Municipal, da Diretoria de Frota da Secretaria de Saúde e do Controle de Vetores.


 

DECRETO MUNICIPAL – O prefeito Cláudio Chumbinho decretou Emergência em Saúde Pública no município de São Pedro da Aldeia, pelo período de 180 dias, em razão do risco de epidemia de dengue e da introdução dos vírus zika e chikungunya no território municipal. De acordo com o documento, a Secretaria Municipal de Saúde é responsável por coordenar a atuação da Sala de Situação Municipal de Combate ao Aedes. O decreto nº 011, de 15 de janeiro deste ano, está disponível para consulta no portal oficial da Prefeitura aldeense.