400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

LGBTfobia é tema de seminário no Teatro Municipal de São Pedro da Aldeia

Por Renato Silveira em 31/05/2017
Imagem da Notícia: São Pedro da Aldeia, primeiro município da Baixada Litorânea a criar uma coordenadoria de direitos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) na Região dos Lagos, foi cenário para a realização do I Seminário sobre "LGBTfobia na Atualidade". O evento aconteceu nesta terça-feira (30), no Teatro Municipal Átila Soares da Costa, e reuniu ativistas, equipes dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município e estudantes do curso de formação de professores da Escola Estadual Dr. Feliciano Sodré. O evento foi uma realização da Prefeitura da cidade, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos.

São Pedro da Aldeia, primeiro município da Baixada Litorânea a criar uma coordenadoria de direitos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) na Região dos Lagos, foi cenário para a realização do I Seminário sobre "LGBTfobia na Atualidade". O evento aconteceu nesta terça-feira (30), no Teatro Municipal Átila Soares da Costa, e reuniu ativistas, equipes dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município e estudantes do curso de formação de professores da Escola Estadual Dr. Feliciano Sodré. O evento foi uma realização da Prefeitura da cidade, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos.


 

A secretária de Assistência Social e Direitos Humanos do município, Ester Marques, deu as boas vindas aos participantes e falou do orgulho de ter a secretaria pioneira na região para os direitos LGBT.


 

“Estamos aqui para aprender com vocês e mostrar que qualquer tipo de discriminação deve ser combatida”, afirmou.


 

O vice-prefeito Mauro Lobo, representando o prefeito Cláudio Chumbinho, falou sobre a importância do respeito a todos.


 

“Homofobia é ódio e devemos promover o amor, sem discriminar ninguém por amar alguém, seja homem ou mulher. O respeito é fundamental”, disse.


 

As palestras foram ministradas pela advogada Tattiana Crispim, que abordou a discriminação nas comunidades Trans; pela assistente social, professora da Universidade Veiga de Almeida, Luiza Cassemiro, que falou sobre o acesso e a garantia de direitos da população LGBT; pelo ex-coordenador do Programa Estadual Rio sem Homofobia e ativista do Grupo Arco Íris, Cláudio Nascimento, com o tema "situação da LGBTfobia no Estado do Rio de Janeiro" e pela pedagoga Sara York, que abordou bullyng nas Escolas da rede municipal de ensino de São Pedro da Aldeia. Encerrada as apresentações, o encontro foi aberto para perguntas da plateia.

Também estiveram presentes a diretora de Direitos Humanos Alba Guimarães, o coordenador de Públicas LGBT, Vitor Jotha, a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Lívia Guimarães, que mediou o debate.