400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Monobloco encerra programação musical de aniversário de São Pedro da Aldeia

Por : Renato Silveira/ Fotos: Pierre Sampaio em 18/05/2013
Imagem da Notícia: Uma noite para quem gosta de boa música não esquecer tão cedo. O Monobloco encerrou com chave de ouro a programação musical das comemorações do 396º aniversário de São Pedro da Aldeia e trouxe para o largo da Praça Agenor Santos (Praça da Matriz) mais de 20 mil pessoas na noite de sábado (18), que dançaram e cantaram sem parar durante as quase duas horas da apresentação do já tradicional bloco carioca.

 

              Uma noite para quem gosta de boa música não esquecer tão cedo. O Monobloco encerrou com chave de ouro a programação musical das comemorações do 396º aniversário de São Pedro da Aldeia e trouxe para o largo da Praça Agenor Santos (Praça da Matriz) mais de 20 mil pessoas na noite de sábado (18), que dançaram e cantaram sem parar durante as quase duas horas da apresentação do já tradicional bloco carioca.



            O Prefeito Cláudio Chumbinho, que assistiu a apresentação do palco, junto da família, prometeu novas atrações nas próximas festas.

        "Esse é o terceiro grande evento que fazemos em cinco meses de governo, mesm com pouco dinheiro, mas com boas parcerias. Ver a população satisfeita, ouvindo boa musica, é sempre muito bom. Na medida do possível, faremos novas festas" disse o prefeito, ao lado do secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Evaldo Bittencourt.



            Pedro Luís, um dos idealizadores do grupo, pouco antes do show, agradeceu ao prefeito Cláudio Chumbinho a oportunidade de se apresentar pela primeira vez em São Pedro da Aldeia e prometeu um grande baile na praça.

            "Vamos fazer o nosso tradicional baile. Já tocamos em outras cidades da Região dos Lagos e para nós é uma honra estar se apresentando pela primeira vez em São Pedro da Aldeia em seu aniversário" afirmou.



            A mistura de ritmos do Monobloco contagiou a multidão. Sucessos de Tim Maia, Jorge Benjor, Alceu Valença, acompanhados de uma orquestra de percussão, sem falar nos sambas tradicionais, fizeram a plateia vibrar durante todas as músicas e ao final, deixou um gosto de quero mais.

 


Tópicos: 396 anos