Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Prefeito Cláudio Chumbinho inaugura revitalização da Casa dos Azulejos

Por Raíra Morena em 05/02/2015
Imagem da Notícia: O Prefeito Cláudio Chumbinho inaugurou o espaço cultural Casa dos Azulejos completamente revitalizado. Tombadopelo Instituto Estadual de Patrimônio Cultural (Inepac), o imóvel de estilo colonial recebeu uma série de reparos e ganhou nova mobília. A restauração da casa, que hospedou a Princesa Isabel, foi possível graças à iniciativa da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Lazer, com recursos próprios. A cerimônia de inauguração teve a presença da Secretária da pasta, Sandra de Badu, dentre outras autoridades municipais, membros da família Pinheiro, atual proprietária, e da sociedade civil. A Casa dos Azulejos está aberta à visitação de terça a sexta-feira, das 10h às 12h e das 14h às 18h, e aos sábados, das 14h às 18h, na Rua São Pedro, n° 147, no Centro da Cidade.

O Prefeito Cláudio Chumbinho inaugurou o espaço cultural Casa dos Azulejos completamente revitalizado. Tombadopelo Instituto Estadual de Patrimônio Cultural (Inepac), o imóvel de estilo colonial recebeu uma série de reparos e ganhou nova mobília. A restauração da casa, que hospedou a Princesa Isabel, foi possível graças à iniciativa da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Lazer, com recursos próprios. A cerimônia de inauguração teve a presença da Secretária da pasta, Sandra de Badu, dentre outras autoridades municipais, membros da família Pinheiro, atual proprietária, e da sociedade civil. A Casa dos Azulejos está aberta à visitação de terça a sexta-feira, das 10h às 12h e das 14h às 18h, e aos sábados, das 14h às 18h, na Rua São Pedro, n° 147, no Centro da Cidade.

Segundo o Prefeito Cláudio Chumbinho, as ações em prol da recuperação da Casa dos Azulejos representam a efetivação de um compromisso de gestão. “É uma felicidade muito grande abrir para visitação a Casa dos Azulejos totalmente revitalizada. Estamos cumprindo mais um compromisso, valorizando um importante bem cultural da nossa cidade. A recuperação da Casa era um desejo antigo da população de São Pedro da Aldeia e hoje é mais um ponto turístico, de cultura e de lazer do nosso município”, disse.

         As intervenções para a melhoria das condições do imóvel, construído em 1847, contaram com o apoio da família Pinheiro, atual proprietária, e de membros da sociedade civil, em um trabalho de parceria orientado pela Secretaria de Turismo, Cultura e Lazer. Parte do Centro Histórico de São Pedro da Aldeia, a Casa dos Azulejos há anos não passava por um processo de restauração. Os móveis, paredes, assoalhos e telhas se encontravam em mau estado de conservação e fechados para exposição ao público. 

        Dentre as ações de recuperação da Casa estiveram a limpeza e pintura gerais, troca de telhas, consertos estruturais, jardinagem e paisagismo – uma série de reparos que colocaram o patrimônio aldeense apto à visitação. As ações receberam o aval do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, respeitando a estrutura original.

         Na ocasião, a Secretária de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, Sandra de Badu, destacou o protagonismo da equipe de trabalho e da sociedade civil no trabalho de revitalização da Casa. “É uma alegria muito grande estarmos inaugurando esse espaço. Quero agradecer ao Prefeito Cláudio Chumbinho, que desde o primeiro momento se mostrou sensibilizado pela causa, a toda equipe de trabalho, amigos e pessoas da sociedade que nos apoiaram no projeto de restauração e preservação desse patrimônio aldeense. Tudo foi feito de acordo com os critérios e recomendações do Inepac e do Iphan, os órgãos competentes. Estamos entregando a Casa muito mais bonita e preparada para que munícipes e visitantes tenham acesso à história e às riquezas culturais do nosso município”, disse Sandra, que recebeu homenagens pela gestão inovadora em prol do resgate das tradições culturais aldeenses.

         Valorizando os artistas locais, a Casa dos Azulejos agora abriga quadros do acervo municipal, expostos ao lado de retratos e registros que contam a história da família imperial e dos primeiros proprietários. Composto por mais de 10 cômodos, o imóvel conta com exposição de artefatos e móveis antigos de madeira maciça em estilo colonial português, dentre eles mesas, cadeiras e a célebre “cama da Princesa” em estilo Napoleão I, onde dormiu a Princesa Isabel e seu marido, o Conde d’Eu, durante visita à região em 1868. 

         A Casa ganhou ainda novos mobiliários em estilo Chippendale, da década de 1950, cedidos pela família herdeira. Objetos como o oratório estilo D. João V, o relógio de pé que pertenceu à Câmara Municipal em 1892, a penteadeira estilo Napoleão I, a cristaleira de 1930 e o Canapé de palhinha estilo Luiz Felipe também são destaques da decoração.

Segundo o historiador da Secretaria, Geraldo Ferreira, um dos coordenadores das ações de revitalização da Casa, a iniciativa teve como objetivo atender às deliberações da Conferência de Cultura e às determinações da lei de criação do Sistema Municipal de Cultura. “Há uma série de limitações em relação a obras em bens tombados, por isso procuramos recuperar a Casa dentro do possível, respeitando todas as características originais. A Casa dos Azulejos hoje é mais uma alternativa na rota de turismo, cultura e lazer de São Pedro da Aldeia”, destacou.

Construída há quase 170 anos pelo fazendeiro Feliciano Gonçalves Negreiros, a Casa foi considerada a única residência da região dotada de conforto e requinte à altura dos nobres viajantes, tendo sido palco de grandes festas imperiais. Revestida de azulejos portugueses, com argamassa de argila, conchas e óleo de baleia, o imóvel possui telhado de madeira coberto por telhas de barro, do tipo que os escravos modelavam uma a uma sobre as coxas. Segundo registros, a família Negreiros vendeu a residência para Dona Lina Lopes Pinheiro, mãe do coronel Felipe Lopes Pinheiro - primeiro prefeito da cidade. A propriedade foi adquirida por cinco contos de réis, valor equivalente na época a “três bons escravos”.

Bisneto da segunda proprietária da casa, Rui Pinheiro compareceu à inauguração do espaço, ao lado da irmã, a também herdeira Lélia Maria Pinheiro. “Estamos muito felizes em ver que a Prefeitura assumiu para si esse compromisso pela conservação da Casa, e fez um trabalho muito bem feito. Esse patrimônio acaba que não fica sendo mais da minha família, é um bem cultural de São Pedro da Aldeia. Quem ganha é a população e a própria história da cidade, acessível e disponível a todos os munícipes e turistas. Em nome da família, gostaria de parabenizar a Secretaria de Cultura, na pessoa da Secretária Sandra e sua equipe, pelo cuidado, carinho e esforço em preservar esse bem cultural”, disse Rui.

A cerimônia de inauguração contou com apresentações musicais da banda instrumental Show de Bacaxá e da cantora Paulinha Azevedo. Outro destaque artístico da noite, a servidora municipal Cristina Sargaceira deu as boas-vindas ao público incorporando a viúva Maria Rosa Marinho de Negreiros, primeira proprietária da casa no século XIX.

         Os trabalhos de limpeza e paisagismo contaram com o apoio das secretarias de Serviços Públicos e de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento. Além do Prefeito Cláudio Chumbinho e da Secretária Sandra de Badu, Luis Flamarion, membro da sociedade civil aldeense, também recebeu homenagens em reconhecimento aos serviços prestados pela recuperação do imóvel. Prestigiaram o evento os secretários de Governo, Desenvolvimento Econômico, Ordem Púbica e Esporte, Edmilson Bittencourt; de Projetos, Cláudia Magalhães; de Serviços Públicos, Jayme Gomes, a subcontroladora do município, Vivian Machado, a subsecretária de Urbanismo, Lis Valladares, dentre outras autoridades municipais e servidores públicos.