Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Prefeitura aldeense promove oficina na comunidade quilombola de Caveira/Botafogo

Por Gabrielly Costa em 23/06/2015
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia deu início à oficina “Descobrindo Novos Horizontes para a Melhoria da Qualidade de Vida na Comunidade Quilombola de Caveira/Botafogo”. Realizada em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a ação termina nesta terça-feira (23). Com o objetivo de promover a educação em saúde, a valorização da cultura negra e o levantamento de demandas da comunidade, a oficina reuniu diversos participantes. O primeiro dia de oficina contou com a participação de técnicos da Funasa e da Fiocruz, de representantes da Secretaria de Saúde e de Projetos, do Galpão da Cultura Negra, Conselho de Saúde de Cabo Frio e segmentos religiosos, líder e moradores da comunidade quilombola, além da equipe da Unidade de Saúde da Família (USF) Botafogo.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia deu início à oficina “Descobrindo Novos Horizontes para a Melhoria da Qualidade de Vida na Comunidade Quilombola de Caveira/Botafogo”. Realizada em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a ação termina nesta terça-feira (23). Com o objetivo de promover a educação em saúde, a valorização da cultura negra e o levantamento de demandas da comunidade, a oficina reuniu diversos participantes. O primeiro dia de oficina contou com a participação de técnicos da Funasa e da Fiocruz, de representantes da Secretaria de Saúde e de Projetos, do Galpão da Cultura Negra, Conselho de Saúde de Cabo Frio e segmentos religiosos, líder e moradores da comunidade quilombola, além da equipe da Unidade de Saúde da Família (USF) Botafogo.



“Sabendo que existe uma comunidade quilombola em São Pedro da Aldeia, a Funasa nos procurou para visitar e conhecer a comunidade por dentro para saber o que ela realmente necessita. A Prefeitura em parceria com a Fundação está vindo com uma educação em saúde, discutindo qualidade de vida nessa região quilombola, captando as necessidades da comunidade para, juntos, buscar o melhor para essa população”, falou Daiana Flávia de Oliveira, coordenadora da Vigilância Ambiental.



A programação do dia contou com abertura e dinâmica de apresentação, além de apresentação cultural, do levantamento das demandas da comunidade e da palestra “Controle da Qualidade de Água para Consumo Humano”, com o técnico da Funasa, André Vicente. Também foram abordados possíveis encaminhamentos de propostas e soluções para melhoria da qualidade de vida na comunidade e elaboração da matriz para formulação das propostas.



Com toda a equipe da USF Botafogo envolvida na realização da oficina, a médica generalista da unidade, Tais Macarthur, falou sobre a importância da ação. “É muito importante conseguir reunir os moradores para debater sobre as suas necessidades, porque às vezes não conseguimos isso na unidade. Muitos pacientes nos procuram para troca de receita, mas poucos querem passar pelo médico e acabam não aderindo ao tratamento, então é de extrema relevância a participação deles na oficina”, disse.