Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Prefeitura aldeense realiza “Estudo de Casos” com técnicos da Assistência Social

Por Gabrielly Costa em 05/11/2015
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia promoveu nesta quinta-feira (05), no auditório da Associação Comercial, Turística, Industrial e Agrícola da cidade (ACIASPA), um encontro com servidores da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos para analisar casos específicos de acompanhamento familiar. O “Estudo de Casos”, realizado duas vezes por ano, reuniu técnicos e coordenadores dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) e da Casa de Acolhimento Municipal. Cerca de 30 profissionais participaram do evento, incluindo a subsecretária das pastas, Olívia Sá, e a coordenadora da Proteção Básica e Especial, Wânia Arruda.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia promoveu nesta quinta-feira (05), no auditório da Associação Comercial, Turística, Industrial e Agrícola da cidade (ACIASPA), um encontro com servidores da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos para analisar casos específicos de acompanhamento familiar. O “Estudo de Casos”, realizado duas vezes por ano, reuniu técnicos e coordenadores dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) e da Casa de Acolhimento Municipal. Cerca de 30 profissionais participaram do evento, incluindo a subsecretária das pastas, Olívia Sá, e a coordenadora da Proteção Básica e Especial, Wânia Arruda.


 

De acordo com a subsecretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá, os encontros para estudos de caso são realizados desde o ano passado. "As equipes das unidades selecionam um caso de acompanhamento familiar em situação de muita vulnerabilidade para compartilhar suas dificuldades, ações e todos os avanços obtidos por essa família. Nós prezamos muito pelo sigilo dos usuários, então nenhum nome é citado. Estudamos cada caso no sentido de socializar informações, já que muitas situações em nosso território são semelhantes", disse.



Ainda segundo a subsecretária, esse é o momento em que os profissionais compartilham os mecanismos que cada equipe técnica utilizou para que determinada família saísse de uma situação de miséria e alavancasse numa situação de cidadania, garantindo o acesso aos seus direitos.




   Para o coordenador do CRAS São João, Igor Fernandes, a iniciativa é essencial para o trabalho em rede. "É claro que um estudo de caso faz cada um crescer individualmente, mas o usuário é o maior beneficiado desse encontro. Esse é um dia de trabalho árduo, em que disponibilizamos um caso para que todos os equipamentos ajudem uns aos outros, analisando se nossas ações estão de fato coerentes e interessantes", afirmou.



      Atualmente, São Pedro da Aldeia conta seis CRAS localizados nos bairros Alecrim, Balneário das Conchas, Morro dos Milagres, Porto da Aldeia, Rua do Fogo e São João e um CREAS, no centro da cidade, além da Casa de Acolhimento Municipal, inaugurada neste ano no bairro Balneário. Cada unidade é livre para escolher o caso que será discutido no encontro. No entanto, as equipes não identificam a famílias abordadas, usando nomes fictícios para manter sigilo.