400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Prefeitura aldeense teve aumento de 20% na arrecadação própria

Por Renato Silveira em 30/09/2013
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, através da Controladoria Geral, realizou nesta segunda-feira (30) a terceira Audiência Pública deste anoi, referente ao segundo quadrimestre de 2013. O vice-prefeito Iédio Rosa representou o prefeito Cláudio Chumbinho na reunião.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, através da Controladoria Geral, realizou nesta segunda-feira (30), a terceira Audiência Pública de 2013, referente ao segundo quadrimestre. O vice-prefeito Iédio Rosa representou o prefeito Cláudio Chumbinho na reunião.

 

 

De acordo com os números apresentados, houve uma ampliação de 20% na arrecadação própria, em comparação com o primeiro quadrimestre. Já em relação aos repasses constitucionais, como Fundeb, ICMS, royalties e outros, o aumento, também comparativo  ao primeiro quadrimestre, foi de 15%.

 

Em relação às despesas, a Prefeitura aldeense continua abaixo do limite prudencial, quando o assunto é despesas com pessoal. Pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), esse limite é de 51,6%, sendo o teto 54%. Hoje essa despesa no município chega a 51,16%, um pouco maior do que a do primeiro quadrimestre, que era de  pouco mais de 50%. De acordo com a controladora Luciana Leite, esse pequeno aumento deve-se ao reajuste do funcionalismo.

“Continuamos dentro da Lei e bem abaixo, se compararmos com o resultado do mesmo período do ano passado, quando essa despesa chegou a 55%. Esse pequeno aumento, dentro dos limites da prudência, deve-se ao recente reajuste concedido aos professores e ao funcionalismo”, explicou.

 

A Prefeitura aldeense continua investindo bem mais do que o exigido pela Lei, quando o assunto é Saúde. De acordo com a apresentação, a lei exige que o município gaste 15% do valor arrecadado no setor e hoje o investimento é de 31%. Em relação à Educação, hoje o investimento é de 22%, um pouco abaixo dos 25% exigidos, mas esses números só serão avaliados legalmente ao final do exercício, quando o governo alcançará esse número.

Do orçamento total de  R$ 147.457.382, 71, previsto para o exercício de 2013, o município já arrecadou 70,49%, gerando expectativa que esse número seja ultrapassado até dezembro.

“Estamos trabalhando para que todas as metas sejam cumpridas e para que o município continue cumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal”, finalizou a controladora geral.

Participaram da Audiência Pública os secretários de Governo, Edmilson Bittencourt; de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu; de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Evaldo Bittencourt; de Administração, Antônio Carlos Teixeira; de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Sérgio Mello; de Urbanismo, Júlio Berlandi; de Fazenda, Marco Antônio Santos; de Projetos, Claudia Magalhães; a Procuradora Geral, Vivian Lobo, o Diretor de Segurança Pública, Coronel João Bosco, além dos vereadores Guga de Mica, Zezinho, Franklin da Escolina e André de Gilson.