Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

2º Prêmio Dandara Guerreira é sucesso em São Pedro da Aldeia

Por Luana Macêdo em 02/08/2016
Imagem da Notícia: Com o apoio da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Educação e da Diretoria de Promoção de Políticas Públicas de Igualdade Racial (DIPPPIR), o 2º Prêmio Dandara Guerreira em comemoração ao Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha foi um sucesso. Promovido pela Associação de Mulheres Afro-descendentes Nair de Souza (Amans), o evento contou com a presença de Jurema Batista, três vezes vereadora no Andaraí e primeira deputada negra eleita para a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Na ocasião, foram homenageadas quatorze personalidades femininas negras do município, que contribuíram para a manutenção, valorização e difusão das tradições e da cultura afro-brasileira. O evento aconteceu na Câmara Municipal e contou com grande participação popular.


    

  Com o apoio da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Educação e da Diretoria de Promoção de Políticas Públicas de Igualdade Racial (DIPPPIR), o 2º Prêmio Dandara Guerreira em comemoração ao Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha foi um sucesso. Promovido pela Associação de Mulheres Afro-descendentes Nair de Souza (Amans), o evento contou com a presença de Jurema Batista, três vezes vereadora no Andaraí e primeira deputada negra eleita para a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.  Na ocasião, foram homenageadas quatorze  personalidades femininas negras do município, que contribuíram para a manutenção, valorização e difusão das tradições e da cultura afro-brasileira. O evento aconteceu na Câmara Municipal e contou com grande participação popular. 



 




   Representando o secretário de Educação, Evaldo Bittencourt, a Subsecretária da pasta, Claudete Ramos falou da felicidade e dos desafios do cotidiano.

 


    “Em nome da secretaria de Educação parabenizo a todas as mulheres aqui presentes. Eu me reconheço e me identifico como uma Dandara Guerreira de verdade. Todos os dias eu saio de casa e deixo meus filhos, mas sei que é o melhor para eles. Sou professora há 25 anos e sei que onde cheguei foi por fruto de muito trabalho e dedicação. A mulher negra luta diariamente, quebra paradigmas para conseguir o que quer”, disse Claudete que foi uma das homenageadas.


 



     Carregado de emoção o prêmio foi aberto com a apresentação da Juventude Amans, declamando e cantando “Maria, Maria”, sucesso na voz de Milton Nascimento. O evento contou ainda com palestra sobre as mulheres negras e sua importância na história, ministrada por Andréa Angélica. Temas como cultura do estupro e racismo também foram discutidos. Ao fim do evento, a cantora Shilanar Soares animou o público cantando sucessos como "Sonho Meu" e "Olhos Coloridos".



 



     A presidente da Associação de Mulheres Afro-descendentes Nair de Souza (Amans), Lu de Souza, falou sobre a importância do prêmio. 


 



     “Esse prêmio tem o objetivo de fazer as mulheres negras se reconhecerem, como lutadoras e verdadeiras guerreiras. No ano passado o prêmio lembrou mulheres importantes e nessa edição não é diferente. São mulheres que criaram suas famílias com garra e determinação, que conduzem seus negócios, que levam o trabalho a sério”, afirmou a presidente.


 



       No 2º Prêmio Dandara Guerreira foram homenageadas: Maria Chalar, Maria Silvina Carneiro, Maria Silvina Carneiro, Almerinda Eulália Santos, Lucia Francisca da Conceição, Edna Soares dos Santos, Maria Conceição Soares, Maria das Graças Francisca dos Santos, Jurema Batista, Enfermeira Ângela, Jaqueline Emília, Neide Aparecida, Claudete Ramos, Maria Helena dos Santos Silva e Joana D’Arc.