400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Prefeitura de São Pedro da Aldeia promove capacitação para servidores da Assistência Social

Por Gabrielly Costa em 14/05/2015
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, promoveu uma capacitação e oficina sobre “Produção de Diagnóstico Socioterritorial”, que abordou a produção coletiva de um diagnóstico municipal tendo como perspectiva a política de assistência social articulada a outras políticas públicas. O encontro aconteceu no auditório da Associação Comercial e Agrícola de São Pedro da Aldeia (ACIASPA) e foi ministrado por Cecília Cavalcante e Regina Teixeira, prestadoras de serviço do Instituto Zen. Cerca de 50 profissionais, entre técnicos e coordenadores da Secretaria, participaram da reunião. Na ocasião, a pasta também celebrou com a equipe o Dia do Assistente Social e o Dia do Pedagogo, comemorados em 15 e 20 de maio, respectivamente. Representando a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Chumbinho, a subsecretária das pastas, Olívia Sá, acompanhou as atividades do dia.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, promoveu uma capacitação e oficina sobre “Produção de Diagnóstico Socioterritorial”, que abordou a produção coletiva de um diagnóstico municipal tendo como perspectiva a política de assistência social articulada a outras políticas públicas. O encontro aconteceu no auditório da Associação Comercial e Agrícola de São Pedro da Aldeia (ACIASPA) e foi ministrado por Cecília Cavalcante e Regina Teixeira, prestadoras de serviço do Instituto Zen. Cerca de 50 profissionais, entre técnicos e coordenadores da Secretaria, participaram da reunião. Na ocasião, a pasta também celebrou com a equipe o Dia do Assistente Social e o Dia do Pedagogo, comemorados em 15 e 20 de maio, respectivamente. Representando a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Chumbinho, a subsecretária das pastas, Olívia Sá, acompanhou as atividades do dia.



Subsecretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá, falou sobre a ação. “Queríamos a Cecilia e a Regina conosco desde o ano passado para que pudéssemos começar o processo do diagnóstico socioterritorial de São Pedro da Aldeia, já que não podemos construir nada na política pública sem dados. A Assistência Social está aqui para garantir direitos, essa oficina vai deixar um caminho a ser seguido em qualquer circunstância e em qualquer meio. Nosso encontro hoje inaugura uma capacitação continuada que programamos para a equipe. Aproveito a oportunidade para parabenizar assistentes sociais e pedagogos por seus dias. Agradeço o Prefeito Cláudio Chumbinho pela oportunidade”, declarou Olívia.



Pesquisadora do Laboratório de Estudos sobre Política Social na América Latina (LepSal) da UFRJ, Regina Teixeira destaca a importância da iniciativa. “Nosso objetivo é fazer realmente o diagnóstico e também mostrar como esse trabalho é feito para que o município, com a sua equipe, possa dar continuidade à ação. É importante ter um diagnóstico para entender como vivem, em termos de direitos, as pessoas que são usuárias efetivas e potenciais da Assistência Social. Com a elaboração desses documentos é possível planejar o que investir, quais são as necessidades da rede, o que o município possui e como ele pode ser aprimorado, por isso, essa iniciativa da Prefeitura é fundamental”, afirmou.



O diagnóstico socioterritorial tem como objetivo retratar a realidade de um determinado local baseado em diversos aspectos. “A nossa proposta é garantir uma produção ativa envolvendo a equipe técnica da pasta. Gostaria de agradecer a oportunidade que toda a Secretaria nos deu e parabenizá-los por essa iniciativa”, disse a professora da Escola de Serviço Social da UFRJ, Cecília Valente.



A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos vai realizar a “Capacita Ação” ao menos uma vez por mês, com atividades que buscam promover a qualificação profissional dos servidores. Entre as temáticas que serão trabalhadas estão o atendimento ao público LGBT, atendimento de média e alta complexidade, entre outros.