Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Prefeitura de São Pedro da Aldeia realiza formação para auxiliares de classe de aluno incluso

Por Marianne Rodrigues em 22/05/2018
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Educação, promoveu nesta segunda-feira (21) a formação para auxiliares de classe de aluno inclusivo, no auditório do Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade dos Santos (CEFOR), no bairro Nova São Pedro. O encontro aconteceu durante os três turnos, teve carga horária de 04h e contou com a participação de 203 auxiliares da rede municipal de ensino. As mediadoras foram as coordenadoras de Orientação Educacional e de Educação Inclusiva, Mariana Carreira e Madelaine Corrêa, respectivamente.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Educação, promoveu nesta segunda-feira (21) a formação para auxiliares de classe de aluno inclusivo, no auditório do Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade dos Santos (CEFOR), no bairro Nova São Pedro. O encontro aconteceu durante os três turnos, teve carga horária de 04h e contou com a participação de 203 auxiliares da rede municipal de ensino. As mediadoras foram as coordenadoras de Orientação Educacional e de Educação Inclusiva, Mariana Carreira e Madelaine Corrêa, respectivamente.



A proposta da formação foi apresentar e discutir bases legais, teóricas e práticas que regem a Educação Especial, na perspectiva da Educação Inclusiva, visando possibilitar a mediação no processo de ensino aprendizagem para a melhoria da qualidade de ensino. A capacitação ocorreu a partir da apresentação das Diretrizes do auxiliar de classe da rede municipal de São Pedro da Aldeia, além das referências legais sobre a inclusão do aluno.



De acordo com a mediadora e coordenadora de Inclusão, Madelaine Corrêa, a capacitação foi de grande importância para o auxílio aos profissionais que atuam no cargo de auxiliar de classe para os alunos inclusos, facilitando a mediação escolar. “Esses alunos com deficiência têm limitações na parte pedagógica, o que é um impedimento significativo para a escola. Por isso, esse profissional precisa estar capacitado, atento e possuir um vínculo afetivo com esse aluno. Investir nessa capacitação deles é investir também na parte pedagógica e quem vai ganhar lá na frente é o aluno, sua família e a escola”, disse.



Durante o encontro, foram suscitados momentos de reflexão acerca do vínculo na relação entre mediador e aluno, salientando a importância do afeto para a efetiva aprendizagem e desenvolvimento progressivo do discente. E, ainda, sinalização da necessidade de postura ética na prática escolar, seja na relação com os alunos, demais profissionais na unidade escolar ou com os responsáveis.



A mediadora e coordenadora de Orientação Educacional, Mariana Carreira, falou sobre o objetivo da formação. “O intuito foi proporcionar capacitação para os profissionais que atuam com alunos inclusivos, favorecendo a ampliação do conhecimento sobre as deficiências, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, além de fomentar a reflexão sobre as diretrizes de trabalho, ética e postura do mediador no cotidiano escolar”, afirmou.



Além de exibição de vídeos, confraternização com lanche e dinâmicas, o encontro contou com uma mensagem de reflexão sobre "A Ostra e a Pérola", explicando como as pérolas se formam.