400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Prefeitura promove reunião para discutir plano de desenvolvimento sustentável da Casa da Flor

Por Raíra Morena em 27/06/2013
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio das secretarias de Turismo, Projetos, Urbanismo e de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, promoveu uma reunião com representantes de institutos culturais, Sebrae e da Superintendência de Museus, da Secretaria de Estado de Cultura, para discutir a elaboração do plano de desenvolvimento turístico e sustentável da Casa da Flor, que trata de uma série de ações relativas à recuperação, conservação, investimento turístico e de infraestrutura e preservação do patrimônio.

                A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio das secretarias de Turismo, Projetos, Urbanismo e de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, promoveu uma reunião com representantes de institutos culturais, Sebrae e da Superintendência de Museus, da Secretaria de Estado de Cultura, para discutir a elaboração do plano de desenvolvimento turístico e sustentável da Casa da Flor, que trata de uma série de ações relativas à recuperação, conservação, investimento turístico e de infraestrutura e preservação do patrimônio.



Na ocasião, foram discutidos o fortalecimento da infraestrutura, o incentivo à visitação turística, gestão e manutenção do imóvel, desapropriação da área do entorno, projetos de drenagem superficial e estabilização do terreno, sinalização turística, entre outras questões.



De acordo com a Secretária Especial de Projetos, Cláudia Magalhães, a intenção é desenvolver uma ação de grande impacto, estruturando grupos de trabalho com cronogramas definidos para estabelecer as necessidades prioritárias de investimento no patrimônio. “Existe um edital do Governo do Estado do qual o Instituto Cultural da Casa da Flor foi contemplado, que tem algumas ações de investimento, inclusive com recursos já garantidos. Mas, numa reunião com os demais parceiros, nós verificamos que somente esta ação não daria conta. Por isso, hoje convidamos o Sebrae para ser nosso parceiro, ao lado das instituições culturais, para que a gente possa em conjunto elaborar um planejamento estratégico turístico da Casa da Flor”,  explicou.



Para o Secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Evaldo Bittencourt, a interlocução com os diversos parceiros envolvidos na preservação e recuperação do patrimônio é de grande importância. “É importante destacar a força dessas parcerias. O Instituto da Casa da Flor vinha numa luta individual e hoje está evidente o apoio da Prefeitura, com a liderança do Prefeito Cláudio Chumbinho e as diversas secretarias envolvidas e instituições culturais. Os frutos dessas reuniões são promissores e são muito maiores do que uma ação pontual de recuperação estrutural. O que estamos buscando é um plano sustentável de desenvolvimento permanente da Casa da Flor, incluindo ações educacionais e culturais com a família do seu Gabriel e os alunos das escolas do entorno”, ressaltou.



De acordo com o Secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Sérgio Mello, o planejamento estratégico vai nortear as ações da Prefeitura e dos institutos culturais parceiros para que a Casa da Flor possa ser transformada em produto turístico da cidade. “O investimento na recuperação estrutural e turística e na preservação sustentável deste importante patrimônio municipal e nacional tem sido uma das grandes preocupações do Prefeito Cláudio Chumbinho. Nossa intenção é transformar a Casa da Flor em um produto turístico atrativo, conservando o acervo cultural e histórico da nossa cidade”, disse.

A reunião contou com a presença do Chefe do Escritório do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) da Região dos Lagos, Ivo Barreto, do diretor Geral do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), Paulo Vidal, da Superintendente de Museus do Governo do Estado, Luciene Figueiredo, da secretária geral do Instituto Cultural Casa da Flor, Amélia Zaluar, dos secretários municipais de Educação, Cultura, Esporte e lazer, Evaldo Bittencourt; de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Sergio Mello; de Urbanismo, Julio Cesar Berlandi e de Projetos Especiais, Cláudia Magalhães, do diretor do Instituto Cultural Cidade Viva, Fernando Portella, da gerente regional do Sebrae da Baixada Litorânea, Ana Cláudia Melo e do analista da área de Economia Criativa do Sebrae/RJ, Mário Sérgio Ferreira.

Tópicos: Inepac , Cultura , Sebrae , Casa da Flor , Iphan