Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Profissionais da Assistência Social participam de oficina sobre diagnóstico socioterritorial

Por Gabrielly Costa em 13/08/2015
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou nesta quinta-feira (13) mais um encontro da oficina “Produção de Diagnóstico Socioterritorial”. A capacitação aconteceu no Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade dos Santos e reuniu coordenadores e técnicos dos equipamentos da pasta. Ministrada por Cecília Cavalcante e Regina Teixeira, prestadoras de serviço do Instituto Zen, a oficina aborda a produção coletiva de um diagnóstico municipal tendo como perspectiva a política de assistência social articulada a outras políticas públicas. O terceiro, e último, encontro acerca do tema será realizado no dia 08 de setembro. Representando a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Chumbinho, a subsecretária das pastas, Olívia Sá, participou do evento.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou nesta quinta-feira (13) mais um encontro da oficina “Produção de Diagnóstico Socioterritorial”. A capacitação aconteceu no Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade dos Santos e reuniu coordenadores e técnicos dos equipamentos da pasta. Ministrada por Cecília Cavalcante e Regina Teixeira, prestadoras de serviço do Instituto Zen, a oficina aborda a produção coletiva de um diagnóstico municipal tendo como perspectiva a política de assistência social articulada a outras políticas públicas. O terceiro, e último, encontro acerca do tema será realizado no dia 08 de setembro. Representando a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Chumbinho, a subsecretária das pastas, Olívia Sá, participou do evento.



Subsecretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá falou sobre a importância de promover uma capacitação continuada aos técnicos das pastas. “O melhor que a Assistência Social tem é o trabalho humano, por isso, nosso serviço de escuta, atendimento e acolhimento precisa ser qualificado.  Estamos investindo numa capacitação continuada para nossos técnicos, porque acreditamos que o profissional se qualifica a medida em que se capacita. A Assistência Social trabalha em cima de dados e indicadores, que só surgem através de diagnósticos. Essa metodologia do diagnóstico é para conhecermos e mapearmos nosso território; entender o que tem, o que não tem, o que está em falta ou em excesso e o que vem sendo realizado pelas Secretarias Municipais, construindo uma política pública eficaz”, declarou.



O encontro deu continuidade aos serviços iniciados em maio deste ano, data de abertura da oficina. A proposta dessa segunda reunião foi avançar na complementação e esclarecimento dos dados enviados à equipe do Instituto Zen pela gestão municipal. O diagnóstico socioterritorial tem como objetivo retratar a realidade de um determinado local baseado em diversos aspectos.



“Estamos continuando o processo de construção coletiva do diagnóstico socioterritorial de São Pedro da Aldeia, identificando os recursos e serviços disponíveis na cidade capazes de dar respostas às demandas da população. Nós fizemos uma análise prévia dos dados que nos foram entregues no primeiro encontro comparando com o nosso próprio levantamento, com base nos índices produzidos pelas macrofontes. Na terceira oficina iremos fazer a validação das informações reunidas na capacitação”, falou a professora da Escola de Serviço Social da UFRJ, Cecília Valente.



Pesquisadora do Laboratório de Estudos sobre Política Social na América Latina (LepSal) da UFRJ, Regina Teixeira fala sobre a importância dos três encontros. “Somos habituadas a fazer diagnósticos, mas nunca com tanta participação como nessas três oficinas. Esse foi um acordo firmado com a Secretaria de Assistência Social de São Pedro da Aldeia para trabalharmos mais perto dos técnicos da pasta. O diagnóstico socioterritorial é algo que precisa ser feito regularmente e a ideia é que os profissionais possam dar continuidade ao trabalho mesmo com o fim das nossas reuniões”, disse.




A proposta da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos é realizar a “Capacita Ação” ao menos uma vez por mês, durante todo o ano, com atividades que buscam promover a qualificação profissional dos servidores.