400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Profissionais da Educação de São Pedro da Aldeia participam de capacitação sobre o Cadastro Único

Por Gabrielly Costa em 30/09/2015
Imagem da Notícia: Foi realizada na quarta-feira (30) e nesta quinta-feira (01), durante toda a manhã, a segunda parte da capacitação sobre o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e as condicionalidades do Programa Bolsa Família. O encontro aconteceu no Centro de Formação Continuada Prof.ª Ismênia Trindade dos Santos e reuniu representantes de unidades escolares da rede municipal, estadual e particular, além de profissionais dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS). Promovido pela Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio das Secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos, de Educação e de Saúde; a iniciativa tem como proposta orientar os servidores e esclarecer dúvidas acerca do tema. A primeira parte da capacitação foi realizada em agosto deste ano, com enfermeiros e técnicos em enfermagem. A subsecretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá, acompanhou as atividades desta quinta-feira.

Foi realizada na quarta-feira (30) e nesta quinta-feira (01), durante toda a manhã, a segunda parte da capacitação sobre o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e as condicionalidades do Programa Bolsa Família. O encontro aconteceu no Centro de Formação Continuada Prof.ª Ismênia Trindade dos Santos e reuniu representantes de unidades escolares da rede municipal, estadual e particular, além de profissionais dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS). Promovido pela Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio das Secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos, de Educação e de Saúde; a iniciativa tem como proposta orientar os servidores e esclarecer dúvidas acerca do tema. A primeira parte da capacitação foi realizada em agosto deste ano, com enfermeiros e técnicos em enfermagem. A subsecretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá, abriu o evento nesta quinta-feira.



Diretora financeira da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, Solange Ribeiro falou sobre a importância da capacitação e destacou a parceria entre as pastas.  “Nossas Secretarias têm o contato direto com o usuário, então a nossa responsabilidade se torna muito maior por representar tanto o município quanto a própria política direto com o cidadão. Nosso desejo é que possamos ter um momento de reflexão bastante produtivo. Queremos fazer um trabalho de qualidade e fazer com que a política possa chegar naqueles que mais precisam”, disse.



Na ocasião, operadores municipais de unidades escolares, diretores e representantes da rede estadual e particular puderam aprofundar seus conhecimentos acerca dos programas federais oferecidos pela Prefeitura à população, além de esclarecer dúvidas e dar sugestões. Os equipamentos CRAS, CREAS, Abrigo Municipal e o Programa Família Acolhedora foram apresentados pela coordenadora da Proteção Social Básica e Especial, Wânia Arruda.



Para a coordenadora do Programa Bolsa Família, Simone dos Santos, é importante que as secretarias de Assistência Social, Educação e Saúde tenham o mesmo conhecimento do assunto para que possam oferecer a mesma orientação ao usuário. “Essas três áreas precisam estar sempre juntas, articulando, conversando e criando ações em prol do programa. Já tivemos eventos voltados aos usuários do Bolsa Família, mas decidimos fazer diferente dessa vez e capacitar os profissionais”, declarou.



A capacitação abordou os benefícios do Cadastro Único, como os Programas Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida, a contribuição reduzida ao INSS, a Tarifa Social de Energia Elétrica e a Carteira do Idoso, entre outros. As condicionalidades do Bolsa Família para a área da Educação e da Saúde também foram temas do encontro.



Coordenadora do Programa Bolsa Família na Secretaria de Educação, Claudete Ramos destacou a integração entre os setores. “Estamos trabalhando em prol das famílias vulneráveis no município. A Educação não pode falar uma coisa, a Saúde outra e a Assistência também. A capacitação é muito importante, porque temos que alinhar o nosso diálogo. A condicionalidade da nossa pasta é a frequência escolar, que precisa ser enviada pelo Sistema Presença de forma bimestral”, falou.