Atalhos de Acessibilidade


Rumo aos 400 anos de São Pedro da Aldeia

Prefeitura de
São Pedro
da Aldeia

Você está em:   Skip Navigation Links

Sala de Imprensa

Notícias

São Pedro da Aldeia abre defeso da lagoa com presença do secretário Carlos Minc
RSS
Por Renato Silveira em 01/08/2013

Está oficialmente aberto o defeso inédito de todas as espécies da Lagoa de Araruama. A data (1º de agosto) foi marcada pela visita do secretário de Estado de Ambiente, Carlos Minc, à sede da Secretaria de Ambiente, Lagoa, Pesca e Serviços Públicos de São Pedro da Aldeia, localizada à beira da lagoa, no bairro Ponta da Areia, que veio colocar à disposição, pessoalmente, todo o aparelho de fiscalização do Estado, através do Comando da Polícia Ambiental (CPAm) e da Coordenadoria de Combates aos Crimes Ambientais (Cicca). No primeiro dia de operação, foram apreendidos três barcos e algumas redes. O prefeito e presidente do Consórcio Lagos São João, Cláudio Chumbinho,o vice-prefeito Iédio Rosa, a prefeita de Iguaba Grande, Graziela Magalhães, a secretária de Ambiente Adriana Saad e o secretário de Governo Edmilson Bittencourt acompanharam a visita de Carlos Minc e a atuação dos agentes ambientais.


 


Com isso, além das Secretarias de Ambiente dos cinco municípios do entorno da lagoa (São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Araruama), e das Guardas Ambientais, a fiscalização do cumprimento do defeso ganha reforço e poder de polícia.

 

No entanto, de acordo com o secretário Carlos Minc, não há intenção de criminalizar o pescador e sim de ajudá-lo.


 

“Não estamos aqui para tratar como bandido o pescador que for flagrado descumprindo o defeso. Pelo menos, nesse início da operação, a intenção é orientar, esclarecer e conscientizar sobre a importância de dar esse tempo para a lagoa ser repovoada. Os peixes maiores vão gerar mais renda para os pescadores. São apenas 3 meses, de hoje (1º de agosto) até 31 de outubro e vai valer a pena, com certeza” afirmou

 

De acordo com o Prefeito Cláudio Chumbinho, o defeso é para o bem de todos. “Respeitando o período de defeso todos saem ganhando. Os pescadores terão os peixes em peso e tamanho ideal para pesca e venda. Já a lagoa terá tempo suficiente para ser repovoada e mais preservada. Estamos todos envolvidos em um trabalho que tem como objetivo trazer resultado positivo para a cidade”, disse.


 


Segundo a secretária do Ambiente aldeense, Adriana Saad, quem for flagrado pescando nesse período, pode perder o seguro defeso.

 

“Tivemos cerca de 600 pescadores cadastrados para o recebimento desse seguro inédito e caso algum desses seja flagrado descumprindo o defeso, terá imediatamente o benefício cancelado. As redes e os barcos apreendidos serão devolvidos após o dia 31 de outubro. Além disso, o pescador será encaminhado à delegacia para registro de ocorrência e logo em seguida, liberado” afirmou.


 

De acordo com o representante da Câmara Técnica de Pesca do Consórcio Intermunicipal Ambiental Lagos São João, Francisco Guimarães Neto, o Chico Pescador, os proprietários de ganchos tem o prazo de dez dias, a partir de 1º de agosto, para retirá-los da lagoa.

 

“Eles foram notificados em maio, logo quando ficou decidido que haveria o defeso, alguns já retiraram, outros começaram a fazer isso hoje (1º de agosto) e a gente sabe que não é uma operação simples. Por isso, demos esse prazo de dez dias que, caso não seja cumprido, fará com que tomemos outras providências” explicou.


 


  • Valid XHTML 1.0 Transitional
  • Selo de Acessibilidade - DaSilva
Desenvolvido por NPI Brasil Rua Marques da Cruz, 61 - Centro / (22) 2621-1559
CEP: 28941-086