Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

São Pedro da Aldeia recebe visita técnica do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Por Gabrielly Costa em 14/05/2018
Imagem da Notícia: Uma comitiva de servidores da Prefeitura de São Pedro da Aldeia recebeu uma consultora do Sebrae/RJ para a visita técnica do Prêmio Prefeito Empreendedor. O município está inscrito com o projeto “Aroeira – Novos tempos, novos rumos”, na categoria Inovação e Sustentabilidade, que destaca o trabalho desenvolvido pelo Governo e parceiros no Assentamento Ademar Moreira, no bairro São Matheus, em prol da organização e legalização do manejo e cultivo da aroeira, conhecida como pimenta rosa.

Uma comitiva de servidores da Prefeitura de São Pedro da Aldeia recebeu uma consultora do Sebrae/RJ para a visita técnica do Prêmio Prefeito Empreendedor. O município está inscrito com o projeto “Aroeira – Novos tempos, novos rumos”, na categoria Inovação e Sustentabilidade, que destaca o trabalho desenvolvido pelo Governo e parceiros no Assentamento Ademar Moreira, no bairro São Matheus, em prol da organização e legalização do manejo e cultivo da aroeira, conhecida como pimenta rosa.

Envolvido na execução do projeto, o secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, acompanhou a visita técnica. “O trabalho que está sendo realizado com o Assentamento Ademar Moreira propõe uma transformação em cima de algo que já existe. Fizemos um levantamento e verificamos que a melhor área para fazer um projeto piloto seria o assentamento em São Matheus, que já tinha uma área de reserva legalizada e uma associação de produtores legalmente constituída. Determinamos um GT da Aroeira para fazer toda a base do Plano de Manejo e nossos parceiros tiveram conhecimento de tudo”, destacou.

O roteiro da visita técnica teve início com uma reunião na sede da Subsecretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. O grupo seguiu para o Assentamento Ademar Moreira e encerrou a visita na sede do Horto Escola Artesanal, local onde são oferecidos cursos de capacitação. Também participaram desta etapa o diretor de Desenvolvimento Econômico, Paulo Jorge Santos, a diretora de Apoio Empresarial, Ivonete Santos, o coordenador de Desenvolvimento Econômico, Rafael Zéca, e a supervisora local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado, Marília Grasiela Oliveira.

O diretor de Desenvolvimento Econômico, Paulo Jorge Santos, falou sobre o projeto escolhido. “A elaboração do projeto partiu de uma ideia da administração e do Prefeito Cláudio Chumbinho, por uma demanda que já existia. Já havia um estudo da Secretaria de Agricultura e da Emater no sentido de regularizar o plantio e colheita da aroeira. Com o trabalho da Prefeitura, pretendemos fazer disso uma atividade econômica regular, de modo a gerar renda para os nossos agricultores e, consequentemente, para o município”, disse.

Na ocasião, a consultora Necísia Aguiar teve a oportunidade de conhecer os profissionais envolvidos na elaboração e execução do projeto inscrito no prêmio, visitar os espaços relacionados, entrevistar os produtores que deram depoimentos acerca do trabalho realizado e receber evidências complementares, com o objetivo de confirmar a veracidade das informações inseridas no projeto.

A coordenadora do Sebrae na Região dos Lagos, Ana Cláudia Vieira, falou sobre as etapas do prêmio. “O Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor inicia com a apresentação de um projeto, que demonstre boas práticas de gestão pública em várias categorias diferentes. Na primeira etapa, é mandado um projeto escrito, um relato no modelo do prêmio, com todas as evidências que demonstram a viabilidade e execução do projeto. Na fase atual, a nossa consultora vem conhecer as ações in loco e entrevistar algumas pessoas que foram apresentadas como beneficiários diretos. Em seguida, todos os projetos analisados vão para uma banca de especialistas que determinará os vencedores de cada categoria em nível estadual. Os ganhadores da etapa estadual irão concorrer a nível nacional”, explicou.

Dentre as temáticas abordadas durante o encontro estiveram a identificação do público-alvo, o levantamento de informações, a criação do Plano de Manejo que envolve o Assentamento, o mercado, a colheita e qualidade da aroeira. Foi discutida também a oferta de capacitações oferecidas em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A comitiva acompanhou ainda a construção da nova sede da associação de produtores do local e visitou as áreas de beneficiamento do Assentamento.

A consultora do Sebrae, Necísia Aguiar, falou sobre sua participação. “Vim verificar a veracidade de tudo o que foi escrito no projeto. Antes, quando a gente inscrevia um projeto no Prefeito Empreendedor, o que acontecia depois não podia ser agregado. Uma inovação do prêmio nessa etapa é que agora a coordenação entende que, se o projeto tem uma expectativa de continuar, eu posso acrescentar com essa visita algo que pode ser um diferencial competitivo na hora da banca avaliadora”, comentou.

A extração da aroeira no Assentamento Ademar Moreira foi regularizada por meio da aprovação do Plano de Manejo Florestal Sustentável, pioneiro no Estado do Rio de Janeiro, junto ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea). O documento foi elaborado em um trabalho integrado envolvendo Prefeitura aldeense, Ministério da Agricultura, Pecuária, Abastecimento (MAPA), Inea, EMATER-Rio, sindicato rural e associação dos assentados.

Produtora como o marido, Laura Maria do Campo falou sobre os benefícios do trabalho para as famílias do Assentamento. “Estou muito feliz com o espaço que está sendo construído, porque conseguiremos fazer muitas coisas aqui. Aprendi com o curso um melhor jeito de colher a aroeira, além de descobrir tudo o que podemos fazer com ela. Agora o nosso trabalho vai ser legalizado, nossa renda vai melhorar”, declarou.

O Prêmio Prefeito Empreendedor é um programa de reconhecimento aos gestores públicos que tenham implementado projetos com resultados comprovados, ainda que parciais, de estímulo ao surgimento e desenvolvidos dos pequenos negócios, com base na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.