Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

São Pedro da Aldeia terá Dia D de vacinação contra Poliomielite neste sábado (15)

Por Luana Macêdo em 14/08/2015
Imagem da Notícia: São Pedro da Aldeia vai participar da 36ª campanha nacional de vacinação contra a poliomielite. A imunização deve ser feita em crianças entre seis meses e cinco anos incompletos a partir deste sábado (15). As doses serão aplicadas em todas as unidades de saúde e na tenda montada na Praça Dr. Plínio Assis Tavares, de 8h às 17h. A meta ministerial é que 5.600 crianças sejam imunizadas até o dia 31.



São Pedro da Aldeia vai participar da 36ª campanha nacional de vacinação contra a poliomielite. A imunização deve ser feita em crianças entre seis meses e cinco anos incompletos a partir deste sábado (15). As doses serão aplicadas em todas as unidades de saúde e na tenda montada na Praça Dr. Plínio Assis Tavares, de 8h às 17h. A meta ministerial é que 5.600 crianças sejam imunizadas até o dia 31.



De acordo com a Secretaria de Saúde, a tenda montada na Praça Dr. Plínio Assis Tavares, a Praça do Canhão, oferecerá imunização contra polio e orientações de saúde bucal.


 “A ida ao posto de saúde também será a oportunidade para colocar a vacinação das crianças em dia. Por isso, paralelamente à campanha contra poliomielite, o Ministério da Saúde promove uma mobilização para atualizar o esquema vacinal dos menores de cinco anos. Os profissionais de saúde vão avaliar a caderneta infantil, alertando aos pais sobre as vacinas que estão vencendo ou em atraso.  As doses atrasadas serão aplicadas e agendadas de acordo com a situação de cada criança. Aquelas que nunca foram vacinadas contra a poliomielite não receberão as gotinhas na campanha. As crianças que estão iniciando o esquema vacinal devem ser imunizadas com vacina inativada (VIP injetável), aplicada aos dois e quatro meses de vida. Já aos seis meses, a criança deve receber uma dose da vacina oral e outra de reforço aos 15 meses. Para isso, pais ou responsáveis devem  levar o cartão de vacinação aos postos de saúde”, afirmou a subsecretária de Saúde, Maria Lúcia Feitosa.


A vacina protege contra os três sorotipos do poliovírus 1, 2 e 3. A eficácia da imunização é em torno de 90% a 95%. Não existe tratamento para a poliomielite e a única forma de prevenção é a vacina. A imunização é recomendada, até mesmo, para as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia. Já, para crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, o Ministério da Saúde recomenda aos pais que consultem um médico para avaliar se a imunização é indicada.


A Poliomielite é uma doença viral que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. Apesar de também ser chamada de paralisia infantil, a doença pode afetar tanto crianças quanto adultos. A poliomielite foi praticamente erradicada em países industrializados com a vacinação de crianças, inclusive no Brasil, onde a vacina contra a doença foi incorporada à caderneta de vacinas obrigatórias. A meta, estabelecida pelo Ministério da Saúde, é de que 12 milhões de crianças sejam imunizadas em todo território nacional até o fim de agosto.