Atalhos de Acessibilidade


Rumo aos 400 anos de São Pedro da Aldeia

Prefeitura de
São Pedro
da Aldeia

Você está em:   Skip Navigation Links

Sala de Imprensa

Notícias

São Pedro da Aldeia vai ganhar Núcleo de Atendimento à Violência Intrafamiliar
RSS
Por Raíra Morena em 04/09/2013

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, através da Secretaria de Saúde e da Coordenação de Saúde Mental, inaugura, na próxima quinta-feira (05), às 17h, o Núcleo de Atendimento à Violência Intrafamiliar (NAVI) para acolher e atender pessoas em situação de violência. A unidade será a primeira a funcionar nestes moldes na Região dos Lagos. A cerimônia acontecerá na sede do Núcleo, na Rua Adolfo Silveira, nº 59, no Centro. A unidade vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Estarão presentes à cerimônia o Prefeito Cláudio Chumbinho, secretários, entre outras autoridades municipais. 

De acordo com a Secretária de Saúde, Vanessa Matalobos, a unidade será um centro de referência no cuidado, acolhimento, informação e orientação a pessoas de todas as idades em situação de violência. “O NAVI será um dispositivo único na Região com o intuito de sinalizar a maior problemática psicossomática de todas as faixas etárias, desde a criança até o idoso. Muitas doenças a gente sabe que são multifatoriais e um dos grandes agravantes que nós temos é a violência intrafamiliar, que leva as pessoas a adoecer. Por isso, é de extrema importância termos a disposição da população uma equipe multidisciplinar para orientar e direcionar todos esses casos de violência”, disse.

 

De acordo com a coordenadora municipal de Saúde Mental, Rosemary Calazans, a inauguração do Núcleo representa um passo importante no cuidado às situações de violência intrafamiliar, isto é, em casos onde haja laços ou vínculos de convivência.

 

 

“A instalação do NAVI será um ganho muito grande para São Pedro da Aldeia, fruto de uma direção de trabalho determinada pelo Prefeito Cláudio Chumbinho, focada no apoio e na garantia da consolidação de políticas públicas do Ministério da Saúde. A unidade vai atuar na prevenção e no tratamento, incluindo orientações jurídicas e atendimentos psicossociais, ampliando e qualificando a assistência às pessoas em situação de violência no município”, disse.

 

No local serão acolhidas mulheres, homens, idosos, crianças, adolescentes e pessoas portadoras de necessidades especiais que sofrem ou sofreram com algum tipo de violência, seja ela física, sexual, psicológica ou moral. Nas dependências do Núcleo serão feitas oficinas terapêuticas, orientações jurídicas e atendimentos psicossociais, individuais ou em grupos.

 

Os trabalhos serão realizados por uma equipe multidisciplinar, inicialmente composta por uma psicóloga, uma assistente social, um advogado e uma terapeuta ocupacional, além da equipe administrativa. 

 

De acordo com a coordenadora da unidade, Luciana de Oliveira, a principal porta de entrada continua sendo o Pronto-Socorro Municipal, onde os usuários serão acolhidos nas suas gravidades clínicas. Lá, os profissionais de saúde farão os primeiros atendimentos necessários e, em seguida, será feito o preenchimento das Fichas de Notificação dos casos.

 

"Os profissionais de saúde do Pronto-Socorro  já foram orientados para fazer o preenchimento dessas fichas, que são padronizadas pelo Ministério da Saúde. Além disso, há ainda as demandas espontâneas, ou seja, aqueles casos onde a pessoa poderá se encaminhar diretamente ao Núcleo", explicou.

 

Rosemary ressaltou a importância da interlocução da unidade com os diversos órgãos, como as Secretarias de Saúde; Educação; Segurança Pública; Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação; Ministério Público; Delegacia; Conselho Tutelar; Juizado; Pronto-Socorro; Vigilância Epidemiológica, dentre outros, para uma maior resolutividade das demandas.

 

"Vamos trabalhar em parceria constante com a Atenção Básica e diferentes órgãos, tecendo uma rede de cuidados a esse usuário, para garantir o acesso à qualidade do serviço. Mais do que uma questão de Segurança Pública, a violência intrafamiliar deve ser encarada como uma questão de Saúde", destacou.

 

O Núcleo conta com dois pavimentos e uma estrutura física composta por recepção, quatro salas, cozinha, dois banheiros e uma área externa. A instalação da unidade no município contempla as diretrizes da Política Nacional em Saúde Mental, do Ministério da Saúde. 

 

  • Valid XHTML 1.0 Transitional
  • Selo de Acessibilidade - DaSilva
Desenvolvido por NPI Brasil Rua Marques da Cruz, 61 - Centro / (22) 2621-1559
CEP: 28941-086