Atalhos de Acessibilidade


Rumo aos 400 anos de São Pedro da Aldeia

Prefeitura de
São Pedro
da Aldeia

Você está em:   Skip Navigation Links

Sala de Imprensa

Notícias

Saúde aldeense imuniza mais de oito mil pessoas contra a gripe
RSS
Por Gabrielly Costa em 05/05/2016

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Saúde, imunizou 8.591 pessoas contra o vírus da gripe. A parcial divulgada pela pasta é referente ao período de 25 a 30 de abril. O município tem como meta a imunização de 19.956 pessoas que fazem parte do grupo prioritário formado por crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, trabalhadores da Saúde, idosos e comorbidades. A mobilização vai até o dia 20 de maio, nas unidades de saúde da cidade. O atendimento acontece de 7h às 16h, cumprindo o calendário nacional de vacinação.



 De acordo com a subsecretária de Saúde, Maria Lúcia Feitosa, a procura pela vacinação tem sido grande. “Os aldeenses entenderam a importância da prevenção contra a H1N1. Até o momento, recebemos 11.100 doses da Secretaria Estadual de Saúde e estamos aguardando liberação do restante. Como a Secretaria Municipal de Saúde não pode comprar vacinas de clínicas particulares, só utilizamos aquelas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, solicitamos a compreensão da população caso não encontrem vacinas na Unidade de Saúde mais próxima de sua residência", declarou Maria Lúcia. "Vale destacar que também distribuímos algumas doses para que a Policlínica Naval possa vacinar seus militares e familiares”, completou Sonia Marques, subsecretária de Saúde. 


 

A vacina imuniza contra os três subtipos de vírus da gripe que mais circulam no inverno, o H1N1, H3N2 e Influenza B. Ao todo, São Pedro da Aldeia receberá 21.250 doses divididas em cotas. De acordo com o Ministério da Saúde, a escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A vacinação é contraindicada para pessoas com histórico de reação anafilática prévia em doses anteriores e a qualquer componente da vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.


 

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, a vacina é segura e mais eficaz quando tomada na época certa. “A campanha tem como objetivo reduzir as complicações e internações decorrentes das infecções pelo vírus. Precisamos seguir as determinações do Ministério da Saúde, então não será possível vacinar as pessoas que estão fora do grupo prioritário. Idosos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, mães no pós-parto, doentes crônicos, pessoas com condições especiais, profissionais de saúde e indígenas devem se dirigir às unidades básicas de saúde para se vacinar. O prazo da vacinação vai até 20 de maio”, destacou a subsecretária Maria Lúcia.


 

Os principais sintomas da gripe H1N1 são febre, calafrios, tremores, dores de cabeça, dor de garganta, rouquidão, tosse seca e coriza. A transmissão é feita pelo contato com pessoas infectadas ao tossir, espirrar ou falar. Também pode ocorrer por meio indireto, pelas mãos ou após contato com superfícies contaminadas por secreções respiratórias. O diagnóstico é feito por avaliação clínica e exame laboratorial. 


  • Valid XHTML 1.0 Transitional
  • Selo de Acessibilidade - DaSilva
Desenvolvido por NPI Brasil Rua Marques da Cruz, 61 - Centro / (22) 2621-1559
CEP: 28941-086