Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita rosa dedicado ao mês de Outubro em razão da campanha Outubro Rosa.

Trabalho e desenvolvimento

Secretaria de Assistência Social promove ciclo de palestras sobre combate ao trabalho infantil

Por Renata Souza em 12/06/2018
Imagem da Notícia: A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São Pedro da Aldeia vai realizar um ciclo de palestra para marcar o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado nesta terça-feira, dia 12 de junho. As palestras serão coordenadas pelos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS) e realizadas nas escolas do município.

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de São Pedro da Aldeia vai realizar um ciclo de palestra para marcar o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado nesta terça-feira, dia 12 de junho. As palestras serão coordenadas pelos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS) e realizadas nas escolas do município. 


No próximo dia 19, às 13h30, o CRAS do bairro São João vai abordar o assunto, na própria sede. Já no dia 20, às 9h, será a vez do CRAS da Rua do Fogo, com palestra na Escola Municipal Antônio Vaz da Silva. Ainda no dia 20, às 13h30, o CRAS Alecrim levará a questão para ser discutida na Escola Municipal Vidal de Negreiros. No dia 25, o CRAS do Morro do Milagre realizará a palestra na Escola Municipal Rubem Arruda Câmara, às 13h, e no dia 26, às 14h, o CRAS do Porto da Aldeia promove o evento na Escola Estadual Nobu Yamagata. Já no dia 28, às 10h, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) coordena a palestra na sede da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, no Centro. 



O Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil foi estabelecido em 2002, pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), agência vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), para ser celebrado em 12 de junho. 


O objetivo da data é chamar a atenção de sociedades e governos para a prática da exploração do trabalho infantil, visto que centenas de milhões de crianças em todo o mundo, incluindo o Brasil, estão agora sendo exploradas para o exercício do trabalho, deixando de usufruir de seus direitos à educação, à saúde e ao lazer.