Atalhos de Acessibilidade


Rumo aos 400 anos de São Pedro da Aldeia

Prefeitura de
São Pedro
da Aldeia

Você está em:   Skip Navigation Links

Sala de Imprensa

Notícias

Secretaria de Educação faz teste de aceitabilidade da merenda nas escolas
RSS
Por Mônica Marins em 17/10/2013

A secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de São Pedro da Aldeia (SECEL) realizou em julho o teste de aceitabilidade da merenda para a introdução da almôndega de peixe no cardápio escolar. Este foi o primeiro teste nas unidades escolares da Rede Municipal de Ensino esse ano. As escolas escolhidas foram E.M. São Francisco de Assis, no bairro Parque Arruda, na Zona Rural e, na zona urbana, E.M. Profª Maria Celeste de Campos, no Baixo Grande e E.M. Antônio Vaz da Silva, no Porto do Carro.  

Para que o novo cardápio fosse incluído na merenda, 85% dos alunos de cada escola deveriam aprovar a iguaria. A determinação é do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que visa garantir a alimentação escolar dos estudantes da educação básica matriculados em escolas públicas. De acordo com a nutricionista Sheila Cunha da SECEL a almôndega de peixe não teve a aprovação dos alunos, por isso não entrará no cardápio. Ela explica: “Apesar de termos alcançado 100% de aprovação na escola da Zona rural, “Francisco de Assis”, nas outras o resultado ficou abaixo do necessário: 75% e 50%, motivo pelo qual a almôndega de peixe não poderá entrar no cardápio”, disse Sheila.

O próximo teste de aceitabilidade acontecerá em novembro. Desta vez todas as escolas da Rede Municipal participarão da avaliação, sendo uma turma de cada escola. O objetivo é conhecer a opinião dos alunos sobre o cardápio com frequencia na merenda escolar: o lombo suíno. A nutricionista Vanessa Ribeiro informa que se trata de uma determinação do PNAE com o objetivo de evitar o desperdício da merenda escolar e observar a aceitação do cardápio sugerido. Segundo informações apuradas junto ao PNAE a aceitação de um alimento pelos estudantes é um importante fator para determinar a qualidade do serviço prestado pelas escolas em relação ao fornecimento da alimentação escolar. Além disso, evita o desperdício de recursos públicos na compra de gêneros alimentícios rejeitados.

 

No dia do teste os alunos participantes deverão votar utilizando o método da escala hedônica (análise sensorial de alimentos). Eles depositarão os votos em uma urna, após a refeição. As opções são apenas duas: gostei e não gostei. Se for aprovado, o cardápio continuará sendo servido três vezes na semana em 2014.

 

  • Valid XHTML 1.0 Transitional
  • Selo de Acessibilidade - DaSilva
Desenvolvido por NPI Brasil Rua Marques da Cruz, 61 - Centro / (22) 2621-1559
CEP: 28941-086