Atalhos de Acessibilidade


Rumo aos 400 anos de São Pedro da Aldeia

Prefeitura de
São Pedro
da Aldeia

Você está em:   Skip Navigation Links

Sala de Imprensa

Notícias

Secretaria de Saúde reúne diretores escolares para falar sobre ações de combate ao Aedes aegypti
RSS
Por Viviane Teixeira em 04/02/2016


Em reunião realizada nesta quinta-feira, dia 4 de fevereiro, representantes da Secretaria Municipal de Saúde de São Pedro da Aldeia repassaram aos diretores das escolas municipais informações sobre as ações que serão realizadas no município para o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças epidêmicas como a dengue, a zika e a chikungunya. O encontro aconteceu no Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade dos Santos – CEFOR.



Estiveram presentes à reunião a médica representante da Vigilância em Saúde municipal Ângela Del Rosário Santos e o agente de Combate à Endemias Alexandre Petra. Representou a Secretaria Municipal de Educação – SEMED - a Coordenadora do Programa Saúde na Escola (PSE) Lívia Paes.



De acordo com os representantes da saúde municipal, ficou determinado pelo Governo Federal que os municípios deverão agir de forma a visitar todas as residências e demais imóveis para combater possíveis focos do mosquito. Sobre isto, a médica Ângela Santos informou que 51% das casas e imóveis em geral de São Pedro da Aldeia já passaram por inspeção. A médica informou ainda que as próximas ações contarão com o apoio da Marinha que destinará mais de 1200 militares para visitas a diferentes bairros e ações específicas nas escolas municipais.



No calendário de ações, consta uma grande panfletagem e conscientização da população no dia 13 de fevereiro, ações nas residências entre os dias 15 e 18 do mesmo mês – isto em toda a Região, sendo que um dia, ainda a ser escolhido, será destinado a São Pedro da Aldeia – e, no dia 19 de fevereiro, palestras e ações de conscientização exclusivamente nas escolas municipais nos três turnos de atuação: manhã, tarde e noite para as turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA).



Ainda na reunião, o agente Petra mostrou aos diretores escolares o desenvolvimento do mosquito desde o estágio dos ovos até o estágio adulto. Também falou sobre a importância da vigilância nas unidades escolares com verificação semanal de possíveis locais de focos como caixas d’água, calhas, galões, tonéis, ralos, bandejas de ar-condicionado e de geladeiras, vasos de plantas, plantas como bromélias, entre outros locais que possam acumular água.


Foi informado ainda pelos representantes da Secretaria de Saúde que já estão contabilizados cinco casos de microcefalia – doença que vem sendo atribuída à contaminação de mulheres grávidas pelo vírus da Zika -  na Região dos Lagos, sendo um deles em São Pedro da Aldeia.

  • Valid XHTML 1.0 Transitional
  • Selo de Acessibilidade - DaSilva
Desenvolvido por NPI Brasil Rua Marques da Cruz, 61 - Centro / (22) 2621-1559
CEP: 28941-086