400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Segunda montadora do polo automotivo aldeense entra em fase de estaqueamento

Por Luana Macêdo em 10/04/2014
Imagem da Notícia: As obras da segunda montadora do Polo Automotivo estão avançando em São Pedro da Aldeia. Com o funcionamento da Renault, a Fiat será a próxima a ser implantada na cidade. Após o aterramento da área, que fica localizada no Balneário, o espaço está sendo demarcado por estacas. O Polo gerará cerca de dois mil empregos e abrigará as concessionárias, Renault, Fiat, Nissan, Jac Motors e Hyundai. A chegada das novas empresas é uma conquista da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, através do Prefeito Cláudio Chumbinho, como fruto da política de criação de mercado de emprego e acréscimo da arrecadação municipal.


As obras da segunda montadora do Polo Automotivo estão avançando em São Pedro da Aldeia. Com o funcionamento da Renault, a Fiat será a próxima a ser implantada na cidade. Após o aterramento da área, que fica localizada no Balneário, o espaço está sendo demarcado por estacas. O Polo gerará cerca de dois mil empregos e abrigará as concessionárias, Renault, Fiat, Nissan, Jac Motors e Hyundai. A chegada das novas empresas é uma conquista da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, através do Prefeito Cláudio Chumbinho, com objetivo de criar novos mercados de trabalho e aumentar a arrecadação municipal. 


"A construção da Fiat é mais uma conquista para o município,  pois amplia o mercado de trabalho.  A concessionária será a segunda do polo, mais três serão construídas.  A chegada de novas empresas coloca São Pedro da Aldeia em constante desenvolvimento", afirmou o prefeito Cláudio Chumbinho.



O funcionamento do polo automotivo vai gerar cerca de dois mil empregos diretos e indiretos, que serão prioritariamente ocupados por moradores da cidade. De acordo com o Secretário de Urbanismo e Habitação, Julio Cesar Berlandi, a área receberá 75 estacas.


“Finalizamos o aterramento de toda a área, o terreno está recebendo estacas para iniciar a fase de fundação e começar a subir as paredes”, afirmou Berlandi.