Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

SEMED dá início à agenda permanente de discussões com SEPE

Por Viviane Teixeira em 16/02/2016
Imagem da Notícia: Acontece nesta quarta-feira, dia 17 de fevereiro, no Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade dos Santos – CEFOR, mais uma reunião entre o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação – SEPE – Costa do Sol e representantes da Secretaria Municipal de Educação – SEMED - de São Pedro da Aldeia. O encontro acontecerá às 15h e faz parte de uma série de reuniões já programadas até março.

 

Acontece nesta quarta-feira, dia 17 de fevereiro, no Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade dos Santos – CEFOR, mais uma reunião entre o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação – SEPE – Costa do Sol e representantes da Secretaria Municipal de Educação – SEMED - de São Pedro da Aldeia. O encontro acontecerá às 15h e faz parte de uma série de reuniões já programadas até março.



Visando manter o debate e o espaço democrático proposto entre a Prefeitura e o sindicato, foi criado um cronograma de reuniões que começam nesta semana e seguem nos dias primeiro e oito de março, sempre em mesmo local e horário. As datas e assuntos a serem debatidos, como a revisão do PCCR – Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações - e a elaboração de uma minuta de lei que regulamente o Plano Municipal de Educação – PME, foram decididos na reunião realizada no gabinete do Prefeito Cláudio Chumbinho no último dia 11 de fevereiro.


Para facilitar as discussões e chegar a um consenso sobre os temas, foi criada uma comissão mista que estará presente nos três próximos encontros já agendados. Sobre o processo democrático de reuniões e debates entre Prefeitura e SEPE o secretário municipal de Educação, professor Evaldo Bittencourt, relatou:


“O Brasil vive momentos de intensos desafios e aceleradas mudanças, o que exige, de todos nós, mais reunião, mais entendimento, mais diálogo e ações coletivas a fim de melhorar a educação pública. A democracia como princípio e o respeito como fundamento da relação dialógica possibilitam o amadurecimento das instituições e das pessoas que promovem a educação no País”.