400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Simulação de explosão e incêndio encerra 1º Seminário de Órgãos de Resposta em São Pedro da Aldeia

Por Gabrielly Costa em 09/06/2017
Imagem da Notícia: O último dia do 1º Seminário Integrado de Órgãos de Resposta (SIOR), promovido pela Prefeitura de São Pedro da Aldeia e o Corpo de Bombeiros, foi marcado pelo envolvimento de 152 pessoas no simulado integrado de resposta a desastres. O evento, uma iniciativa da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil e do Destacamento de Bombeiro Militar (DBM) 1/18º, teve início na última segunda-feira (05) e se encerrou nesta sexta-feira (09). Participaram das atividades profissionais das Guardas Municipal e Ambiental, Cruz Vermelha, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e CCR Via Lagos.

O último dia do 1º Seminário Integrado de Órgãos de Resposta (SIOR), promovido pela Prefeitura de São Pedro da Aldeia e o Corpo de Bombeiros, foi marcado pelo envolvimento de 152 pessoas no simulado integrado de resposta a desastres. O evento, uma iniciativa da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil e do Destacamento de Bombeiro Militar (DBM) 1/18º, teve início na última segunda-feira (05) e se encerrou nesta sexta-feira (09). Participaram das atividades profissionais das Guardas Municipal e Ambiental, Cruz Vermelha, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e CCR Via Lagos.



O secretário de Segurança e Ordem Pública, Edmilson Bittencourt, agradeceu e parabenizou a todos os profissionais envolvidos no evento. “É um orgulho para São Pedro da Aldeia realizar o SIOR e participar desse simulado. Foi uma honra poder contar com todos esses profissionais, inclusive os de outros municípios. Parabenizo a coordenação de Defesa Civil, nossa Guarda Municipal, equipe de vigilância, Corpo de Bombeiros e todas as instituições que trabalharam aqui nessa semana. É muito importante saber que os órgãos de respostas estão preparados para o dia a dia”, declarou.



A programação desta sexta-feira teve início com uma simulação de explosão seguida de incêndio, envolvendo Corpo de Bombeiros e todos os participantes do Seminário Integrado.



As vítimas da operação simulada foram alunos da Unienf Lagos e voluntários da Cruz Vermelha, que receberam orientações a respeito do simulado e caracterização. Para permitir a passagem do comboio do Corpo de Bombeiros e de todos os órgãos de apoio, algumas ruas do centro foram balizadas pela Guarda Municipal.



Segundo o coordenador da Defesa Civil de São Pedro da Aldeia, Marcus Dothavio, o simulado foi o momento dos profissionais colocarem em prática tudo o que aprenderam durante o Seminário.



“É muito importante que, no momento em que acontece um desastre, cada órgão saiba qual é a sua função para evitar que todo mundo faça a mesma coisa ao mesmo tempo. Esse simulado envolveu cerca de 10 viaturas e 152 pessoas entre socorristas, militares do Corpo de Bombeiros, agentes da defesa civil, guardas e vítimas”, explicou Dothavio.



O simulado teve como cenário um prédio público, localizado atrás do Centro de Formação Continuada Profª Ismênia Trindade dos Santos (Cefor) e contou com tendas para atendimento e triagem.



Após a operação, os participantes se dirigiram ao Cefor para a solenidade de formatura, entrega de certificados e coffee break. Durante os quatro dias de palestras, o Seminário Integrado de Órgão de Respostas reuniu cerca de 50 pessoas diariamente.



O Comandante do 18º GBM, Tenente-coronel Cássio Capelli, se mostrou contente com o resultado da ação.



“O tempo resposta foi muito produtivo, mas sempre trabalhamos na premissa de que podemos melhor. Fico muito grato pelo empenho de todos os envolvidos e aos bombeiros de Arraial do Cabo e de Búzios que estão cobrindo a nossa área operacional durante esse simulado. É importantíssimo que o sistema de defesa civil funcione e ele só irá funcionar bem com treinamentos. Nós sabemos do apoio que a Prefeitura oferece à nossa instituição e como entes do Estado, atuantes na área de salvamento, precisamos muito disso”, afirmou o Comandante.



Com carga horário de 20h, o SIOR abordou assuntos teóricos e práticos com base nas estatísticas de maior vulto na região. O evento ofereceu palestras sobre operações com produtos perigosos; acidentes rodoviários de grande magnitude; operações aéreas; sistema de comando de incidentes; enchentes, alagamentos e deslizamentos; incêndio florestal; acidente com múltiplas vítimas e comando e integração dos órgãos de resposta.



Para o presidente da filial aldeense da Cruz Vermelha Brasileira, Victor Marcelo Santos, é importante conscientizar a população sobre a existência de órgãos preparados para atuar em casos de acidentes.



“Durante toda a semana foi feito um planejamento para a ação e ministradas diversas palestras como forma de nos preparar para o que estamos encarando no simulado. A Defesa Civil e a Cruz Vermelha vão se empenhar ao máximo para qualificar, dentro do possível, quem quiser fazer parte desse sistema de resposta”, comentou Victor.