400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Workshop debate educação inclusiva em São Pedro da Aldeia

Por Viviane Teixeira em 15/10/2015
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, através da Secretaria Municipal de Educação – SEMED, realizou, nos dias 13 e 14 de outubro, a II Semana da Educação Inclusiva de São Pedro da Aldeia. O evento contou com a corealização do grupo Voluntárias Cisne Branco, formada por esposas de militares da Marinha, através do Projeto Estreitando Laços – Aviação Naval e a Comunidade, e foi realizado no Teatro Municipal Dr. Átila Costa.


 

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, através da Secretaria Municipal de Educação – SEMED, realizou, nos dias 13 e 14 de outubro, a II Semana da Educação Inclusiva de São Pedro da Aldeia. O evento contou com a corealização do grupo Voluntárias Cisne Branco, formada por esposas de militares da Marinha, através do Projeto Estreitando Laços – Aviação Naval e a Comunidade, e foi realizado no Teatro Municipal Dr. Átila Costa.



Abrindo o primeiro dia de palestras e apresentações, estiveram o secretário de Educação, professor Evaldo Bittencourt, e a esposa do comandante da Base Aeronaval de São Pedro da Aldeia – BAENSPA e diretora das Voluntárias Cisne Branco, a também professora Ana Beatriz Goldstein. O workshop teve como objetivo discutir ações, políticas e a legislação implementadas em território nacional voltadas para a educação inclusiva.




Sobre a parceria e a realização do evento, Ana Beatriz Goldstein relatou:


“É com muita alegria, por ser professora e por entender que só a educação pode ser transformadora e uma construção coletiva, que estamos aqui hoje reunidos. Entendemos que a família naval precisa se unir à sociedade e realizar ações que tragam benefícios à São Pedro da Aldeia e para isso precisamos trabalhar com amor, principalmente quando se trata de educação inclusiva”, disse.



O professor Evaldo Bittencourt agradeceu a parceria firmada entre a BAENSPA e a Prefeitura aldeense e falou sobre a importância da inclusão:


“Vivemos um momento de crise e, para passar por isso, precisamos buscar parcerias e ações criativas, e a BAENSPA tem se feito presente nas situações do dia a dia da vida do cidadão aldeense. Por isto, em nome da Prefeitura e de toda a equipe da SEMED, gostaríamos de agradecer o apoio. Esta parceria já está frutificando”, disse o secretário que salientou além da presença maciça de representantes da rede municipal, a presença de representantes das redes estadual e particular de ensino. “Vivemos em uma sociedade que há mais de 500 anos exclui, que ainda é atrasada no que se refere à inclusão, mas que precisa seriamente repensar e entender a deficiência”, disse.




Durante os dois dias se apresentaram o Coral Senhora Sheila Roios Soares de Moura, do Projeto Casa de Música, da BAENSPA, os alunos com deficiência auditiva, deficiência intelectual e baixa visão do Núcleo de Educação Especial Pedro Paulo Lobo de Andrade – NESPE, que também apresentou vídeos, e alunos da APAE de Cabo Frio.




Palestraram nos dois dias de evento as professoras Ana Cristina Correa e Silva, que é coordenadora do Ensino Especial do Distrito Federal; Ana Paula Reis, diretora de uma escola inclusiva modelo na rede pública no Distrito Federal; Kátia Esteves e Denise Leão, ambas do Distrito Federal e que falaram sobre o tema “Família e Escola, Parceiras Especiais”, o coordenador municipal de Educação Inclusiva da SEMED, Diogo de Souza, e a subsecretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos Olívia Madalena de Sá.



A diretora do NESPE – que esteve representado nos dois dias de evento por alunos e professores -, Gabriela Cassilhas, entregou à professora Ana Beatriz Goldstein uma homenagem pelo apoio dado aos alunos do Núcleo de Educação Especial. Neste momento foi apresentado o vídeo dos alunos do NESPE que receberam atendimento dentário na Policlínica Naval.  Sobre este momento, a diretora falou: “agradecemos o cuidado e a acolhida especial dada a cada um de nossos alunos”. Também recebeu homenagem a ex-coordenadora de Educação Inclusiva da SEMED, Mariza Brum, que coordenou a I Semana da Educação Inclusiva aldeense.



O coordenador Diogo de Souza finalizou o encontro agradecendo a participação de todos e destacou:


“O evento foi muito gratificante e importante para São Pedro da Aldeia e Região. Mostramos nosso trabalho e acredito que estas ações ficarão marcadas na história recente da educação inclusiva aldeense. Estou muito feliz!”.