Prefeitura aldeense repudia vandalismo em obra do Museu do Sal

A obra do Museu do Sal, importantíssima para a preservação da história da indústria salineira, que, durante décadas, moveu a economia da Região dos Lagos, amanheceu nesta quarta-feira (18) com pichações. A prática é um ato criminoso, previsto em lei federal. As marcas das pichações já foram apagadas com pintura por funcionários da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, que repudia a ação criminosa contra o patrimônio público.

A verba federal que impulsiona a construção do museu foi disputada por diversos municípios vizinhos, e São Pedro da Aldeia saiu vitorioso. Com terreno cedido pela iniciativa privada, a obra encontra-se em fase de conclusão e vai contar, por exemplo, com fotos e objetos que mostram a trajetória do sal em nossa região. Uma obra importante para a preservação da memória e que deve ajudar a impulsionar o turismo de qualidade.


Segundo o secretário adjunto de Turismo, Luiz Carlos Rocha, toda a sociedade fica indignada com esse tipo de vandalismo.
“É com indignação que registro o ato de vandalismo, com pichação de patrimônio público, praticado por criminosos nessa madrugada. Manifestações que depredam são desprezíveis e podem terminar em punição, com até cadeia”, concluiu.

Fechar Acessibilidade