Reaproveitamento de alimentos enriquece merenda de escola do bairro Parque Arruda

Usar a criatividade, aproveitar alimentos e evitar desperdício. Essa é a receita para uma merenda mais nutritiva e que, agora, faz parte do cardápio da Escola Municipal São Francisco de Assis, do bairro Parque Arruda, em São Pedro da Aldeia. O combate ao desperdício e a busca por uma alimentação sustentável levaram a responsável da cozinha, Leila de Melo, a uma criação de sucesso: seus famosos bolos, feitos com as cascas de alimentos que muitas vezes eram jogadas no lixo.

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

 As dicas e criações são frutos de anos de experiência da profissional. Responsável pela cozinha da unidade, Leila de Melo, que trabalhou em restaurantes por quase 30 anos, virou amiga da escola no contraturno do trabalho.

Foto: Lílian Souza

“Na hora da merenda, o refeitório é transformado em um ambiente de alegria. O resultado desse trabalho é colocar um tabuleiro do bolo cortado na mesa e, quando acaba o horário do recreio, não ter mais nenhum pedaço, pois as crianças adoram. Os alunos daqui são de uma comunidade mais carente e ficam felizes quando tem um bolo para comer. Tudo que faço é com amor; ver as crianças se alimentando direito me motiva. Moro distante da escola, meu horário é apenas no primeiro turno, mas fico de tarde porque eu quero fazer as minhas receitas. Estou realizada com esse trabalho, é maravilhoso e gratificante”, afirmou a cozinheira.

Foto: Divulgação | SEMED
Foto: Lílian Souza

 Leila explica que os talos e cascas podem ser utilizados em pratos salgados ou doces, deixando algumas receitas mais nutritivas, sendo esse um fator importante para a qualidade ainda maior na alimentação dos alunos. Entre as diversas receitas que compõem o cardápio, são destaques os bolos de batata doce, de aipim e de farelo de biscoito, os doces de abobrinha, de chuchu, da casca de banana e de abóbora, além do sorvete de banana e outras guloseimas saudáveis e econômicas.

Foto: Lílian Souza

 “Tenho uma trajetória, trabalhei por muitos anos com restaurante e via muitos alimentos sendo desperdiçados. Fiz capacitações para ter um direcionamento correto de reaproveitamento de alimento. Com isso, quis fazer a diferença na escola, pedi para a diretora me deixar assumir a responsabilidade da cozinha e eu agradeço a ela por estar revolucionando esse trabalho, pois apoia e abraça a ideia”, completou Leila.

Foto: Lílian Souza
Foto: Divulgação | SEMED

 De acordo com a diretora da unidade escolar, Adriana Leal, essa é uma parceria incrível, não apenas com a equipe da cozinha, mas com todos os outros funcionários. “Todos estão participando dessa história de renovação, inclusive a comunidade, que também precisa saber o que está acontecendo dentro da escola. No momento, estamos com uma horta linda que também vai ajudar na nossa merenda escolar. Os alunos estão aprendendo, de forma prática, não só sobre reutilização, mas sobre os nutrientes dos alimentos”, salientou. 

Foto: Divulgação | SEMED
Fechar Acessibilidade