Auxiliares de creche participam de encontro de formação

As auxiliares de creche da rede municipal de ensino de São Pedro da Aldeia participaram de um encontro de Formação, realizado no Centro de Formação Continuada (CEFOR). A iniciativa teve como objetivo reconhecer o importante papel do auxiliar de classe no ambiente escolar. As coordenadoras da Educação Infantil, Alessandra Barbosa e Lediane Gastanes, acompanharam as atividades.

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

A formadora Maria Clarete Martins falou sobre a capacitação de setembro. “Essa formação foi realizada pensando na importância desses profissionais em sala de aula, para as crianças e para o nosso município. Hoje, a referência para os alunos são os auxiliares de creche, pois, com o PCCR, os professores têm um tempo reduzido em sala de aula. Quem acompanha a rotina diária da criança, se ela chega machucada ou se está doente, é o auxiliar”, destacou.  

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

O encontro abordou a rotina do profissional e apresentou as atribuições do auxiliar de creche mediante o regimento da educação básica da rede Municipal de Ensino. Houve, ainda, dinâmicas de recepção e de apresentação divertida, letramento literário, tempestade de ideias e discussão sobre as atribuições das auxiliares.

Foto: Lílian Souza

Na ocasião, a dinâmica “Para quem você tira o chapéu?” rendeu boas histórias e grandes emoções. “A pergunta principal da dinâmica foi se tiraria o chapéu para aquela pessoa e, quando a cursista olhava para dentro do objeto, via um espelho, então ali elas se viam. Era preciso fazer uma análise sobre você mesmo e essa tarefa é muito difícil. Teve gente que expôs suas emoções e as histórias emocionaram a todas nesse momento de integração”, completou a formadora Maria Clarete. 

Foto: Lílian Souza

Segundo a auxiliar da Creche M. Tia Fátima, Flávia Tagliabui, ter participado do encontro foi muito bom. “Estava muito ansiosa para essa formação, é a primeira vez que participo de um evento como esse, que nos deu a possibilidade de mostrar nossa visão, que o nosso objetivo não é só o trabalho do dia a dia, mas também agregar valores. Ao mesmo tempo em que estamos nos conhecendo mais, tendo uma relação mais próxima com a coordenação, estamos podendo expor nossas demandas”, disse.

Foto: Lílian Souza
Fechar Acessibilidade