Cidadania melhora espaços em São Pedro da Aldeia

Moradores de São Pedro da Aldeia buscam alternativas para manter a cidade limpa e viram exemplos de cidadania para a população

O desejo de manter tudo limpo perto de suas casas tem feito de alguns moradores de São Pedro da Aldeia grandes exemplos de cidadania. Criando uma cultura diferente, de cuidado e responsabilidade compartilhada, esses moradores vêm transformando áreas de acúmulo de lixo em lindos jardins. Para isso, eles contam com o apoio do Horto Escola Artesanal, que realiza a doação de mudas.

Os moradores podem visitar o Horto Escola Artesanal para obter mudas e transformar espaços em jardins
Os moradores podem visitar o Horto Escola Artesanal para obter mudas
Foto: Renato Fulgoni

Um dos exemplos dessa iniciativa é o espaço mantido por Karina Aud e Rosilene Trindade na Rua Joaquim Rodrigues Milagres, esquina com a Carolina Lopes, no bairro Estação. O amor por plantas aproximou as duas vizinhas, que passaram a cultivar um lindo jardim onde, antes, havia um ponto viciado de descarte de lixo.

Espaço mantido por Karina Aud e Rosilene Trindade é um exemplo de cidadania
Espaço mantido por Karina Aud e Rosilene Trindade
Foto: Renato Fulgoni

Vendedora autônoma, Karina Aud conta que o local era inadequado para convivência devido ao mau hábito de alguns moradores em relação ao descarte de lixo. “Os moradores têm que manter a cidade limpa e colaborar, por isso, eu gostaria que essa ideia prevalecesse mais entre as pessoas. Esse é um trabalho que a gente faz com carinho, por gostar das plantas, porque não basta fazer, tem que cuidar. Nós já pegamos algumas mudas no Horto Escola, onde fomos muito bem tratadas”, destaca Karina.  

Local, que era ponto de descarte de lixo, foi revitalizado pelas moradoras em uma atitude de cidadania
Local, que era ponto de descarte de lixo, foi revitalizado pelas moradoras
Foto: Renato Fulgoni

CUIDADO COLETIVO

As responsáveis por revitalizar o local utilizam pneus para montar o jardim da Rua Joaquim Rodrigues Milagres, o que auxilia no crescimento das plantas. Já foram plantados pés de ameixa, de café, pata de vaca, suculentas, palmeiras e cactos, além de brilho da paz. Algumas dessas espécies podem ser encontradas para doação no Horto Escola Artesanal, localizado às margens da Rodovia RJ-106, na altura do bairro Balneário das Conchas. 

Rosilene Trindade e Karina Aud
Rosilene Trindade e Karina Aud
Foto: Renato Fulgoni

De acordo com Rosilene Trindade, a intenção é evitar o descarte de resíduos na rua, ocupando o espaço e despertando nos outros moradores o cuidado de não jogar lixo no jardim. “Eu costumo dizer que muito ajuda quem não atrapalha. Se a pessoa não faz nada, então que, pelo menos, não suje a rua. Coloque o seu lixo no lugar certo e na hora que o caminhão passa para recolher, não há necessidade de acumular. Eu sei que a Prefeitura tem obrigação de limpar, mas acho que a gente também tem que fazer a nossa parte”, enfatiza a aposentada. 

Pneus auxiliam no crescimento ordenado das plantas
Pneus auxiliam no crescimento ordenado das plantas
Foto: Renato Fulgoni

ZELANDO PELA LAGOA

Os bons exemplos de cidadania também podem ser vistos às margens da Lagoa Araruama. O amor por velejar foi o que levou Francisco Rangel a revitalizar um espaço próximo ao local onde mora, no Poço Fundo. Com o apoio e a ajuda da esposa, Kelly Grácio, Francisco limpou o local, retirou lodo da areia e cultivou plantas e árvores. Assim, o casal criou um pequeno oásis na Praia do Arrastão.

Exemplo de cidadania: Espaço na Praia do Arrastão cuidado pelo casal
Espaço na Praia do Arrastão cuidado por Kelly e Francisco
Foto: Renato Fulgoni

O hábito de cuidar de espaços públicos seguiu Francisco por todos os lugares onde morou e, em São Pedro da Aldeia, não foi diferente. “Eu gosto muito de velejar e, para não arranhar meu barco, comecei a limpar a sujeira até que criamos esse espaço. A gente espera que os vizinhos ajudem e que outras pessoas façam a mesma coisa que a gente está fazendo”, comenta.

Plantas e árvores foram plantadas no local
Plantas e árvores foram plantadas no local
Foto: Renato Fulgoni

APOIO DOS MORADORES

O trabalho, que começou com o objetivo de atender um desejo individual, cresceu e conquistou o apoio dos moradores da região. Além de um cantinho para seu filho brincar e um espaço para o seu barco, o casal também ganhou a admiração de diversas pessoas pela iniciativa. O lugar, antes deserto, hoje abriga uma pequena área de lazer com águas claras e visão privilegiada para um dos pores do sol mais lindos da Região dos Lagos.

Francisco Rangel e Kelly Grácio
Francisco Rangel e Kelly Grácio
Foto: Renato Fulgoni

Morando no município há quatro anos, a arquiteta e urbanista Kelly Grácio acredita que o trabalho feito no local, em parceria com o marido, pode incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo. “Se cada um fizesse um pouquinho, a gente conseguiria melhorar positivamente o local onde a gente mora; com um pouquinho de boa vontade é possível. São Pedro da Aldeia é uma cidade linda e, se a gente mora aqui, por que não cuidar? Nós melhoramos esse espaço ao ponto de atrair as pessoas pra cá”, compartilha.  

Espaço abriga uma pequena área de lazer com águas claras é um exemplo de cidadania
Espaço abriga uma pequena área de lazer com águas claras
Foto: Renato Fulgoni

CIDADANIA

Os moradores que quiserem seguir esses exemplos de cidadania e transformar áreas de descarte de lixo próximos à sua residência em jardins, podem enviar uma mensagem para o “Alô Cidadão”, via WhatsApp, no número (22) 99610 5040.

O amor por velejar deu início ao trabalho de cidadania na Praia do Arrastão
O amor por velejar deu início ao trabalho na Praia do Arrastão
Foto: Renato Fulgoni

Fechar Acessibilidade