Comunidades Preparadas forma turma na Ponta do Ambrósio

A Coordenadoria de Defesa Civil de São Pedro da Aldeia realizou, na noite desta quinta-feira (26), mais uma formatura referente ao projeto “Comunidades Preparadas”. O objetivo é capacitar moradores para que possam agir preventivamente em relação a desastres naturais ou caseiros. O bairro escolhido desta vez foi a Ponta do Ambrósio, um dos mais atingidos pelas fortes chuvas de maio. Os vereadores José Vitor e Ronaldo Linhares prestigiaram a cerimônia

Jefferson Viana

Antes da entrega do certificado, os participantes do curso, formado em sua maioria por jovens e adolescentes, assistiu a mais uma palestra, ministrada pelo coordenador de Defesa Civil, Marcus Dothavio. Ele fez uma demonstração de como lidar com acidentes com botijões de gás de cozinha.

Jefferson Viana

Marcus Dothavio explicou sobre a escolha do bairro Ponta do Ambrósio para a formação desta nova turma e adiantou o novo local onde será ministrada mais uma etapa do curso.

“A Ponta do Ambrósio foi escolhida por ser um dos bairros onde ocorrreram mais poblemas com as chuvas de maio, com casas interditadas e deslizamentos. Foi o local também onde tivemos mais participação de moradores da comunidade. A próxima edição do “Communidades Preparadas” vai acontecer no bairro Rua do Fogo, no projeto “Desafio jovem”, que reabilita dependentes químicos”, contou.

Jefferson Viana

Dothavio também aproveitou o evento para anunciar a construção de um muro de contenção no local mais afetado pelas chuvas de maio.

Jefferson Viana

“O projeto já foi aprovado pelos engenheiros da Defesa Civil e deve ser iniciado em breve. Vamos agora em busca de parceiros para a obra”, explicou.

O mobilizador dos participantes do curso foi o morador e auxiliar de vidraceiro, Sérgio da Silva, uma das pessoas que tiveram a casa interditada no mês de maio. Ele lembrou os momentos de dificuldade que passou durante o desastre natural e falou sobre a mobilização.

Jefferson Viana

“Vivemos momentos muito difíceis, não só a minha família, mas também alguns vizinhos. Foi uma luta que travamos junto com o pessoal da Defesa Civil, com viagens, mobilização; o que me levou a participar da turma formada no “Minha Casa, Minha Vida”, na Rua do Fogo, junto com os amigos João e Alex. A partir disso, mobilizei a turma daqui do bairro e temos hoje a honra de participar de mais essa formatura”, concluiu.

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade