Cultura e “Amigas da Mama” encerram ciclo de palestras do Outubro Rosa

A Secretaria Adjunta de Cultura, em parceria com o grupo “Amigas da Mama”, encerrou, na última semana, o ciclo de palestras e rodas de conversa da campanha Outubro Rosa, voltada à prevenção e combate ao câncer de mama. Na quinta-feira (24), a atividade contou com a presença de profissionais do departamento de Psicologia da Cruz Vermelha de São Pedro da Aldeia e abordou o tema “Tristeza e Depressão, como trabalhar os gatilhos”. Já na sexta-feira (25), último dia, o encontro no Cine Estação discutiu a importância da nutrição na promoção e recuperação da saúde.

Foto: Jefferson Viana

“É com grande orgulho e honra que abrimos os nossos espaços da Cultura para esse ciclo de palestras, em parceria com o grupo ‘Amigas da Mama’. Estar com elas ao longo desse mês foi um aprendizado muito grande e gratificante para todas nós. Queremos fortalecer essa rede de apoio nesse momento tão delicado na vida dessas mulheres e suas famílias. Este ano tivemos uma programação ampliada com exposição na Casa da Cultura e a presença de diversas profissionais e voluntárias, trazendo depoimentos de superação e muito conhecimento”, destacou a secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques.

Foto: Jefferson Viana

Na quinta-feira (24), a roda de conversa foi conduzida pela psicóloga Cecília Ferreira e pela terapeuta holística Carla Mesquita, voluntárias da Cruz Vermelha aldeense. O conteúdo programático incluiu estratégias de enfrentamento das dores emocionais, os pensamentos disfuncionais e sua influência no comportamento, emoções e resposta fisiológica do corpo e dinâmicas de grupo, além de espaço aberto para relatos e troca de experiências.

Foto: Jefferson Viana

“O câncer de mama, assim como a depressão, traz dores emocionais, pensamentos negativos e a gente tem que saber combater isso. Por isso, é muito importante trabalhar a parte emocional, o autoconhecimento, a identificação dessas dores, o olhar para si mesmo, porque essa é uma forma de prevenção dessas e outras doenças”, afirmou a terapeuta Carla. “A mensagem que queremos deixar é a do amor próprio, entender que não é o fim e que as pessoas podem ter um olhar diferente diante de uma dificuldade”, complementou a psicóloga Cecília.

Foto: Jefferson Viana

Além de discutir o papel das terapias holísticas complementares, como a meditação e a acupuntura, o encontro também abordou os benefícios da Hipnose Clínica como tratamento auxiliar a pacientes com câncer, com explanações da fisioterapeuta e voluntária do grupo “Amigas da Mama”, drª. Sanzia Dantas.

Foto: Jefferson Viana

“Essas rodas de conversa foram pensadas com muito carinho, porque a gente vê a necessidade de chamar a atenção da sociedade em geral para esses casos tão alarmantes, tão sérios e que tem nos deixado muito preocupados no nosso município. Infelizmente, a demanda de pacientes oncológicos tem crescido e o nosso grupo de apoio tem sido uma referência em São Pedro da Aldeia. Todo ano nós fazemos essa parceria com a Cultura e aproveitamos esse mês de conscientização do Outubro Rosa para levar as pessoas, as mulheres, as jovens, esclarecimentos sobre o que é o câncer de mama”, destacou a presidente das “Amigas da Mama”, Cláudia Fernanda Dias.

Foto: Jefferson Viana

O último dia de roda de conversa, na sexta-feira (25), discutiu a importância da nutrição como forma prevenção e controle do câncer de mama e outras doenças. Entre os temas abordados estiveram a suplementação alimentar orientada com o uso dos chamados nutracêuticos, produtos que contém substâncias bioativas extraídas de alimentos, como verduras, legumes e frutas, bem como seus benefícios, formas de consumo e potenciais efeitos nutricionais e terapêuticos no tratamento auxiliar do câncer.

Foto: Jefferson Viana

A palestra foi ministrada pela farmacêutica, drª. Josiane Borges, que há 20 anos atua em farmácia de manipulação na cidade. “Nós somos disseminadores de informações importantes, mesmo para aqueles que não estão envolvidos no tratamento de quimioterapia e radioterapia, mas têm um parente, um conhecido ou um amigo que precisam saber sobre a importância de uma alimentação adequada, principalmente no momento da vida dessas pessoas em que elas mais precisam de nutrientes essenciais ao funcionamento do organismo e também para ajudar a vencer essa patologia assustadora que é o câncer”, disse.

Foto: Jefferson Viana

O uso seguro de fitoterápicos, os riscos da automedicação, controle de qualidade, a adoção de um estilo de vida saudável e os valores recomendados para ingestão diária de vitaminas e minerais, do Ministério da Saúde, também estiveram em pauta.

Foto: Jefferson Viana
Fechar Acessibilidade