Curso de “Educação do Campo” aborda Sustentabilidade na Escola

A Secretaria de Educação de São Pedro da Aldeia realizou mais um encontro do curso “Educação do Campo”, destinada aos profissionais atuantes na rede municipal de ensino. A qualificação tem como tutor o professor Ubirajara Ramos. O encontro do mês de setembro abordou o tema “Sustentabilidade na Escola” e foi realizado na sede da Fundação Santo Agostinho (FUNSAG), no bairro São Jacinto, zona rural do município de Cabo Frio. Na ocasião, os cursistas participaram de um percurso ecológico e conheceram o projeto “Turma do Sítio”.

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

O tutor do curso, Ubirajara Ramos, falou sobre a iniciativa. “Nada melhor do que falar sobre esse tema mostrando, na prática, algo sustentável, pois uma coisa sou eu explicando, outra é poder verificar o que é uma escola sustentável, como funciona e o que precisa ser feito para tornar a nossa unidade de atuação o mais parecido possível com o local visitado”, salientou.

Foto: Lílian Souza

Durante o encontro, os cursistas fizeram um passeio ecológico pelo local, conhecendo a história do projeto e as práticas sustentáveis adotadas, passando pela estação de tratamento de água, biodigestor, sistema bioágua, local para descarte de pilhas, lâmpadas e óleo de cozinha, entre outras. Eles conheceram de perto a horta e os benefícios dos alimentos frescos que são produzidos no próprio local, além de participarem de uma visita ao núcleo de agroecologia, lago dos patos, galinheiro, estufa, minhocário e o espaço de atividade agrícola autossustentável, Mandalla.

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

A Supervisora Ambiental do projeto “Turma do Sítio”, Patrícia Santos, explicou sobre o trabalho desenvolvido no local. “É um projeto social que atende crianças dos dois aos 18 anos, que precisam estar matriculadas em escolas. As atividades funcionam no contra turno escolar. Aqui, elas aprendem a fazer várias oficinas, como capoeira, judô, panificação, entre outras ações. O projeto também oferece o reforço escolar com as educadoras. Recebemos muitas visitas, durante todo ano, de escolas públicas e privadas, com o objetivo de os visitantes aprenderem um pouco mais sobre as questões ambientais da ‘Turma do Sítio’. Sempre fazemos esse percurso ecológico, trabalhando a  conscientização”, disse.  

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

A FUNSAG foi idealizada por Maria de Lourdes Fiuza Loyo, que tinha o sonho de construir a fundação, além de recursos para a sua concretização. Atualmente, a FUNSAG tem a sua própria sede, localizada no bairro de São Jacinto, onde funciona o projeto “Turma do Sítio”, inspirado na obra de Monteiro Lobato.

Foto: Lílian Souza

Segundo a professora da Escola Mz. Elízio da Costa Moreira, do bairro Três Vendas, Thaís Marques, o projeto apresentado foi enriquecedor, ampliando o olhar sobre educação ambiental e sustentabilidade. “Vejo que é possível ter em um local a oferta de várias oficinas, com a capacitação de muitos jovens, dando a eles uma perspectiva de futuro melhor. O que mais me chamou atenção foi a forma como eles reaproveitam coisas que, normalmente, jogamos fora, mas lá são transformadas em energia, em adubo; essa sustentabilidade me chamou muita atenção”, comentou.

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

Os cursistas que não puderam acompanhar a atividade prática em visita à Fundação participaram da capacitação mensal realizada no Centro de Formação Continuada (CEFOR), na noite da última quinta-feira (26). A capacitação relatou a aula-passeio e também abordou a temática “Sustentabilidade na Escola”. A “Educação no Campo” é uma modalidade que ocorre em locais denominados rurais. O término da capacitação está previsto para o mês de novembro. 

Foto: Lílian Souza

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade