Os secretários municipais de Governo, Eronildes Bezerra, de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto, e de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, participaram de um encontro em alusão à abertura do período defeso de espécies da Lagoa de Araruama. Realizado nesta quarta-feira (31), no Departamento de Pesca de São Pedro da Aldeia, o encontro foi promovido pelo Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ) e o Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João.

Foto: Renato Fulgoni

A iniciativa reuniu representantes dos cinco municípios que são banhados pela Lagoa de Araruama, incluindo agentes das Guardas Ambientais e representantes estaduais. O defeso tem início no dia 01 de agosto e segue até 31 de outubro, período em que estão proibidas a pesca artesanal e a esportiva nas cidades da Região dos Lagos que são banhadas pela laguna, visando a proteção e reprodução das espécies.

Foto: Renato Fulgoni

Durante o encontro, o secretário de Governo aldeense, Eronildes Bezerra, conversou com os pescadores da cidade que compareceram ao evento. “Só quem vive da pesca entende o que é a pesca, então nós ouvimos as demandas dos pescadores e na terça-feira haverá um novo encontro com eles na Prefeitura. Esse é o momento de estarmos unidos e buscando o bem da lagoa”, comentou.

Foto: Renato Fulgoni

Na ocasião, o CILSJ e o Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João anunciou um suporte às Guardas Ambientais que atuarão no entorno da Lagoa de Araruama durante o período de defeso. As Prefeituras de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Arraial do Cabo, Iguaba Grande e Araruama irão receber alimentação, materiais de trabalho e proteção, além de combustível, que serão utilizados pelos fiscais. Para esse apoio, o Comitê aprovou o montante de R$71,1 mil do Fundo de Recursos Hídricos (FUNDRHI). A proposta de separação do defeso em duas partes, sendo um período exclusivo para o camarão e outro para as demais espécies, também foi pauta do encontro.

Foto: Renato Fulgoni

O Defeso da Lagoa de Araruama segue os moldes da Instrução Normativa Interministerial MPA/MMA nº 02, de 13 de março de 2013. O apoio à fiscalização do defeso será feito de forma integrada pelas guardas ambientais das cinco cidades, por meio de um termo de cooperação assinado entre os municípios. A fiscalização para o cumprimento da Lei Federal será feita pela Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm), da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. 

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade