Edital para financiamento de projetos é discutido em reunião do CMDCA

Assunto foi debatido nesta terça (13) na reunião ordinária do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) realizou, nesta terça-feira (13), a reunião ordinária referente ao mês de outubro. Durante o encontro foram discutidas políticas públicas voltadas para crianças e adolescentes do município, dentre elas a abertura de um edital para o financiamento de projetos pelo Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA).

No chamado “Mês das Crianças”, a presidente do Conselho, Luciana de Oliveira, destacou a importância do envolvimento da sociedade nas ações do CMDCA. “O Conselho tem o dever de garantir e defender os direitos das nossas crianças e adolescentes. No entanto, conforme o artigo 70 do Estatuto da Criança e do Adolescente, ‘é dever de todos zelar pelos direitos das crianças e adolescentes’, ressaltou.

Foto: Divulgação CMDCA

Participaram do encontro a presidente do Conselho Tutelar, Elisabete Souza, e o mais novo conselheiro tutelar, Ubirajara Ramos, que abordaram questões referentes à merenda escolar. Também esteve presente a médica, voluntária e representante da sociedade civil, Ângela Del Rosário, apresentando a proposta de criação de um Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que em breve deve passar pela pauta da Câmara Municipal.

Entre as instituições não-governamentais que fazem parte do CMDCA, estiveram presentes representantes do Núcleo de Assistência Social e Educação para a Vida Paulo de Tarso (NEDVIDA), da Casa de Apoio Sementes do Amanhã, do abrigo Aldeia da Infância Feliz e da ONG Patotinha da Aldeia. No segmento governamental, participaram do encontro gestores das secretarias de Educação e de Assistência Social e Direitos Humanos.

Foto: Divulgação CMDCA

A reunião também foi marcada pela participação virtual da secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá, que apresentou as ações executadas pela pasta neste momento de pandemia, por meio dos equipamentos ligados à Assistência Social, como os CRAS, CREAS, Casa de Acolhimento Municipal e o abrigo Aldeia da Infância Feliz.

Campanha de dedução do imposto de renda

Durante o encontro, também foi feita a leitura e a aprovação da ata do mês de setembro, além da apresentação do extrato da conta do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA) aos presentes.

“Uma parte da verba desse Fundo se deve à campanha realizada pelo CMDCA para dedução do imposto de renda. Os contribuintes, pessoas físicas, que declaram renda no modelo ‘completo’ podem destinar até 3% do valor do imposto para o FMDCA, apoiando, assim, projetos sociais e instituições da cidade”, destacou Luciana.

Pessoas jurídicas, tributadas com base no lucro real, também podem efetuar doações; o limite é de até 1% do imposto sobre a renda devido. O valor é abatido do que seria pago à Receita Federal e não gera custos ao doador. Para saber como contribuir com a campanha, envie um e-mail para o CMDCA, no endereço cmdca.spa@gmail.com. Clique AQUI para saber mais sobre a iniciativa. São parceiros da campanha a Associação dos Contabilistas da cidade, OAB, Rotary Club, Marinha, Associação Comercial, gerência da Receita Federal de Cabo Frio e a Prefeitura de São Pedro da Aldeia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Categorias
Fechar Acessibilidade