Educação promove I Ciclo de Palestras para professores do segundo segmento

A Coordenação do Segundo Segmento da Secretaria de Educação realizou o I Ciclo de Palestras destinado aos professores do 6º ao 9º ano das disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, História, Matemática, Educação Física, Geografia, Arte e Ciências. O evento aconteceu no Centro de Formação Continuada (CEFOR) e contou com a participação de diversos palestrantes.

Foto: Divulgação | SEMED

A coordenadora do Segundo Segmento e formadora de Língua Portuguesa, Cristina Braga, falou sobre a realização do evento. “Desde que me tornei formadora de Língua Portuguesa na Rede Municipal de São Pedro da Aldeia, imaginei o mês de outubro como um acontecimento especial. Com a criação da equipe de Coordenação do Segundo Segmento, idealizei um evento que atendesse aos docentes de todos os componentes curriculares, assim nasceu o I Ciclo de Palestras. Tudo foi planejado com muito carinho e zelo, foram dias de debate, interação, sugestões e muito aprendizado”, disse.

Foto: Divulgação | SEMED

A palestra, destinada aos professores de Língua Portuguesa e Língua Inglesa, abriu a programação. Ministrada pelo professor Fábio André Coelho, o tema abordado foi “Práticas pedagógicas para o desenvolvimento das competências em escrita: texto, contexto e retexto”.

Foto: Lílian Souza
Foto: Lílian Souza

“Foi uma honra participar de um evento tão bacana. Que maravilha falar para professores da Educação Básica, muitos ex-alunos. Agradeço pelo convite e pela oportunidade de conversar com educadores tão especiais. Isso é o que move e me faz acreditar na nossa sala de aula de Língua Portuguesa. Parabéns pelo evento”, declarou o palestrante Fábio Coelho.

Foto: Lílian Souza

 A palestra para os professores de História abordou o tema “Educação antirracista e políticas públicas em contexto de desconstrução: reflexões sobre a Lei 10.639/03”, ministrada pela cientista social Ana Paula. “O ciclo de palestras representou uma importante iniciativa de contato entre professores, que estão na base da educação, com pesquisadores de universidades que vêm problematizando temáticas que permeiam nosso cotidiano escolar. No encontro promovido pela coordenação de História, pudemos discutir e problematizar o contexto que estrutura o racismo no Brasil e, devido a isso, a necessidade de promover estratégias para uma educação antirracista. O debate, que é oportuno e necessário, foi também muito produtivo”, destacou o coordenador de História, Ricardo Coitinho.

Foto: Divulgação | SEMED

Já a formação de matemática, mediada pelo professor Jardel dos Santos, apresentou o tema “Por que precisamos de uma matemática humanista?”, ministrado pelo professor Carlos Mathias. “O professor Carlos, idealizador do Projeto Matemática Humanista, nos possibilitou um momento e um espaço de reflexões, além de troca de experiências, acerca de uma aprendizagem matemática mais próxima do aluno, tornando-a, assim, significativa. Ele reforçou a ideia de que a Matemática é uma descoberta e uma criação humana, daí a necessidade de uma aprendizagem a partir de situações didáticas que façam sentido para o aluno”, explicou Jardel, que também é coordenador de Matemática.

Foto: Divulgação | SEMED

 O tema abordado na formação de Educação Física foi “A Educação Física no âmbito das experiências e saberes dos professores”, ministrado por Dinah Vasconcellos e mediado por André Brito. Já a palestra da formação de Geografia, teve como tema “Geografia e Giro Decolonial: um olhar crítico e do Sul para a Geografia que se ensina”, ministrada pelo palestrante Marcelo Japiassú. Na parte da tarde, a palestra abordou o tema “Identidades Quilombolas: Território, Cultura, Resistência, História e Memória”, ministrada por Tânia Fernandes e mediada pela professora Thatiane Bittencourt.

A palestra da disciplina de Arte abordou o tema “A história de um pintor contada por ele mesmo”, com o palestrante Reinaldo Carlos de Oliveira e mediador Claudio Bastos. A formação de Ciências levou para os professores a palestra “Quais diversidades cabem no ensino de ciências? Reflexões sobre as possibilidades de ensinar e aprender sobre a natureza”. A discussão foi conduzida pela palestrante Ana Cléa Braga e mediada pela coordenadora da disciplina, Marciele Santos. 

Foto: Divulgação | SEMED

Segundo o cursista e professor de Ciências da E. M. Antônio Vaz da Silva, Paulo Roberto Marques, o ciclo de palestras proporcionou uma troca de experiência muito grande entre o palestrante e professores. “Somos educadores de locais, realidades e pensamentos diferentes e isso ajuda muito na construção de um conhecimento. A última palestra foi muito boa, deu mais vontade de procurar saber certas coisas; vem o palestrante com uma nova ideia e informação e aquilo vira um start para buscarmos um conhecimento maior e aprendermos coisas novas”, salientou.

Foto: Divulgação | SEMED

Ao final das palestras, os cursistas receberam um mimo e os palestrantes receberam certificados.

Foto: Divulgação | SEMED
Fechar Acessibilidade